quinta-feira, 10 de setembro de 2015


Cavalos se alimentam em Praça Pública.


Animais soltos pelas ruas é motivo de preocupação e “revolta” de moradores que vivem nas imediações da Praça da Rua São Sebastião. Segundo os moradores estes animais ficam pastando toda madrugada nos canteiros da Praça. 

Moradores convivem com estes cavalos soltos pelas ruas e praça, segundo eles, quase todos os dias. E os problemas são inúmeros, pois os animais rasgam lixo, emporcalham as ruas com fezes, e consecutivamente atrapalham o trânsito podendo causar até um grave acidente. Um morador que reside próximo a praça, enviou nesta manhã (10) fotos dos animais soltos. 

Collar Blog Jataúba News.





Alugue Já!!!

Câmara derruba proibição a financiamento privado de campanhas


O plenário da Câmara dos Deputados derrubou nesta quarta-feira (9) decisão do Senado que vedava o financiamento privado das campanhas políticas. Com isso, a tendência é a da manutenção da possibilidade de as empresas doarem recursos para os partidos políticos, que ficarão com a tarefa de repassar os valores aos candidatos.

Tanto a Câmara quanto o Senado analisam nos últimos meses propostas de reforma política e eleitoral, com modificações na Constituição e nas leis ordinárias. O que a Câmara está analisando nesta quarta é a parte da reforma que não precisa de alteração na Constituição. Esse ponto da reforma já havia sido aprovado pela Câmara, foi modificado posteriormente pelo Senado e, agora, volta para a palavra final dos deputados.

Após a conclusão, o projeto segue para a sanção ou veto da presidente Dilma Rousseff. Na noite desta quarta, estavam sendo votadas emendas ao texto.

Tempo de campanha

Além da manutenção do financiamento privado dos políticos, o projeto reduz o atual tempo de campanha -de 90 para 45 dias- e de propaganda eleitoral na TV -de 45 para 35 dias. Fica proibido também o uso de trucagens e efeitos especiais nesses programas. O objetivo, segundo os congressistas, é diminuir o custo das campanhas.

O texto-base das modificações nas regras políticas e eleitorais foi aprovado de forma simbólica, ou seja, sem registro nominal dos votos. Poucos partidos, como o PC do B e o PT, manifestaram opinião contrária ao financiamento privado.

O tema também é objeto da parte da reforma que modifica a Constituição. Isso porque o Supremo Tribunal Federal formou maioria para proibir a doação por empresas, mas o julgamento foi suspenso. O Congresso quer, antes da conclusão do julgamento no STF, alterar a Constituição para permitir explicitamente a possibilidade do financiamento privado.

A Câmara também rejeitou outras propostas do Senado nesta quarta, entre elas a proibição do uso de cabos eleitorais e de carros de som nas campanhas. Os deputados mantiveram as regras de coligação de partidos nas eleições para deputados e vereadores. O objetivo da mudança no Senado era acabar com as uniões meramente eleitoreiras.

Da Folhapress


Não perca tempo

Governo admite corte no Minha Casa, Minha Vida

Governo admite corte no Minha Casa, Minha Vida

O Palácio do Planalto já admite publicamente que programas sociais como o Minha Casa, Minha Vida, uma das principais bandeiras do governo, serão afetados pela proposta Orçamentária entregue ao Congresso na semana passada com um déficit primário inédito de R$ 30,5 bilhões.

Após reunião da coordenação política do núcleo da presidente Dilma Rousseff, o ministro Ricardo Berzoini (Comunicações) disse que programas de transferência de renda, como o Bolsa Família, serão “absolutamente preservados”, mas aqueles “com investimentos físicos”, de educação, saúde e habitação, terão que passar por um “alinhamento” com a atual proposta Orçamentária.

“Ainda tem mais de 1,4 milhão de casas para serem entregues da fase 2 do Minha Casa, Minha Vida. Ou seja, é um programa de grande impacto social, grande impacto orçamentário. A fase 3, certamente, vai dar continuidade a isso. Evidentemente, ajustada à disponibilidade orçamentária”, declarou o ministro.

Blog Vanguarda 



Vereador que apoia este trabalho