terça-feira, 4 de junho de 2013

O homicídio que abalou Jataúba.


 Em contato com a família de Fagner o Kaoi a nossa equipe tratou de saber como tudo teria sido e motivado a morte de Fagner segundo Viviane sua irmã não sabe-se que levou o assassino ter tirado a vida de seu irmão com um requinte de crueldade tão banal no dia do crime esse blog tinha relatado por meio de um telefonema recebido que se tratava de uma tentativa de homicido que mais tarde o mesmo vinha a óbito mais  como passou sua irmã o mesmo nem saio de jataúba já deu entrada sem vida no hospital de jataúba com uma facada no lado direito de seu abdome onde atingiu vários órgão assim não resistindo e vindo a óbito .
Pra família segundo Viviane agora ta tudo nas mão da justiça e que o senhor Jesus faça a sua la de cima para abençoa uma família que do nada perdeu um ente tão querido de uma forma tão cruel e inexplicável. 

Foto: "Pra sempre vou lembrar de você!
Do seu jeito, das nossas conversas,
das farras, da nossa grande amizade...
Jamais vou esquecer de alguém tão maravilhoso,
que me fazia rir, mesmo quando eu estava nas maiores das tristeza!"

# Agora, estás com Papai do Céu!
Meu Galeguinho que amo tanto!
Um GRANDE AMIGO! Insubstituível!

Escrito por collar
Blog Jataúba News

Monteiro se movimenta rumo ao governo de PE



Enquanto o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), não decide se disputará a eleição presidencial no próximo ano, o senador Armando Monteiro (PTB-PE) já estaria sendo assediado para formar uma chapa, que incluiria o deputado federal João Paulo (PT-PE), e o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), segundo o colunista Ilimar Franco, do jornal o Globo. Para o cientista político da UFPE, Michel Zaidan, caso Monteiro concretize uma postulação com o João Paulo, o apoio de Lula e Dilma será fundamental para alavancar sua candidatura

PE247 – ENQUANTO O GOVERNADOR DE PERNAMBUCO, EDUARDO CAMPOS (PSB), NÃO DECIDE SE DISPUTARÁ A ELEIÇÃO PRESIDENCIAL NO PRÓXIMO ANO, AS DISCUSSÕES VISANDO O PLEITO ESTADUAL JÁ COMEÇARAM. DIANTE DESTE CENÁRIO, O SENADOR ARMANDO MONTEIRO (PTB-PE) ESTARIA SENDO ASSEDIADO PARA FORMAR UMA CHAPA, QUE INCLUIRIA O DEPUTADO FEDERAL JOÃO PAULO (PT-PE), E O MINISTRO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL, FERNANDO BEZERRA COELHO (PSB-PE), DE ACORDO COM INFORMAÇÕES DA COLUNA DE LIMAR FRANCO, DO JORNAL O GLOBO. PARA O CIENTISTA POLÍTICO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO MICHEL ZAIDAN A TRANSFERÊNCIA DE VOTOS DO PARLAMENTAR PETISTA É UM “MISTÉRIO”. CASO SEJA CONCRETIZADA UMA CHAPA JUNTO COM JOÃO PAULO, O ESTUDIOSO AFIRMA QUE O APOIO DE LULA E DILMA SERÁ FUNDAMENTAL PARA ALAVANCAR A CANDIDATURA DE ARMANDO.

Diferentemente de outras figuras do cenário político nacional, como o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), Armando Monteiro não manifestou, até o momento, uma posição favorável à candidatura de Campos ao Palácio do Planalto, muito embora tenha dado uma série de sinais indicando esta possibilidade, mesmo com o PTB adotando uma postura de “independência” em relação ao governo da presidente Dilma Rousseff (PT).
Mas o fato é que o petebista tem demonstrado, cada vez mais, a sua vontade de disputar a eleição para governador do Estado, tanto é que nos dias 13, 15 e 20 do mês passado, foi veiculada a inserção partidária do senador. Com o slogan “PTB, Pra Pernambuco seguir em frente”, onde o senador ressaltou os investimentos feitos na economia pernambucana, porém defendeu mais atenção do Poder Público em áreas como saúde, educação e segurança.
A inclusão de João Paulo, ex-prefeito do Recife, na chapa com Armando Monteiro é outro fato que chama a atenção. Após o ex-ministro-chefe da Casa Civil José Dirceu, condenado a dez anos de prisão pelo envolvimento no caso do Mensalão, ter dito no dia 15 de abril, durante o evento “O Decênio que mudou o Brasil”, que o PT terá candidatura própria no estado, a postulação do petebista em aliança com João Paulo teria duas explicações.
A primeira estaria no fato de o PT pernambucano ainda estar desunido, após o racha interno registrado em 2012, durante as prévias partidárias na eleição municipal do Recife. Enquanto o presidente estadual da legenda, Pedro Eugênio, apoiava o candidato Maurício Rands, bem como Eduardo Campos, o senador Humberto Costa e o próprio João Paulo, o dirigente municipal, Oscar Barreto, apoiava o então prefeito João da Costa, que tentava a reeleição. Mas a Executiva nacional do PT cancelou a disputa por denúncias de fraudes e tensões que poderiam prejudicar a imagem do PT perante a sociedade.
O desfecho do pleito foi a vitória de Geraldo Júlio (PSB), que acabou com a hegemonia de 12 anos do Partido dos Trabalhadores frente à Prefeitura do Recife (PCR). Mesmo assim, o segundo motivo que explicaria a formação de uma aliança com os petistas estaria no fato do deputado João Paulo ter deixado o Executivo recifense com quase 90% de popularidade, conforme pesquisas oficiais.
Em entrevista ao Pernambuco 247, o cientista político da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) Michel Zaidan afirma que a transferência de votos do deputado João Paulo para Armando Monteiro, caso o petebista saia candidato, é uma incógnita. “João Paulo tem alta popularidade na Região Metropolitana. Ela transfere votos ou não transfere? Na eleição municipal (2012) não transferiu”, lembra o estudioso, em referência ao fato do parlamentar petista ter sido vice do senador Humberto Costa na eleição do Recife.
De acordo com o analista, o senador petebista não tem capilaridade suficiente no Estado para ter uma candidatura competitiva. “O apoio de Lula e Dilma será fundamental para alavancar a candidatura de Armando”, acrescentou. Mesmo com o apoio do ex-presidente Lula (PT) a Humberto Costa no pleito 2012, o candidato Geraldo Júlio, indicado pelo governador Eduardo Campos, venceu a disputa no primeiro turno.
Para Zaidan, o “cacique” petista adotou tal postura apostando no apoio de Campos à reeleição da presidente Dilma. No entanto, caso o gestor pessebista dispute a eleição presidencial, Lula e Dilma terão uma atuação mais incisiva no apoio ao palanque do PT em nível estadual.

Collins acusa Daniela de lucrar com sexualidade


Daniela Mercury beijou a namorada Malu Verçosa na Parada Gay de SP (Foto: Reprodução/Web)

Polêmica à vista. Inconformado com as críticas realizadas pela cantora Daniela Mercury a pastores do segmento evangélico, o deputado estadual Cleiton Collins (PSC) ingressou com um voto de repúdio à baiana na Assembleia Legislativa de Pernambuco. Segundo o parlamentar, que pertence ao partido do polêmico deputado Marco Feliciano, a artista está tirando vantagem financeiras de sua homossexualidade. Collins cita o suposto recebimento de cachê para a participação da Parada Gay de São Paulo, no último domingo (2).

“Se ela tivesse ideologia, não teria cobrado nada. Mas cobrou e cobrou caro. Por isso, entramos com esse voto de repúdio. Ela tem criticado pastores para aparecer”, disparou Cleiton Collins, ressaltando que a cantora baiana levou cerca de R$ 120 mil para participar do evento. Durante uma das músicas, Daniela Mercury beijou a sua namorada, a jornalista Malu Verçosa, levando a multidão ao delírio.

Cleiton Collins ainda acusou a cantora de tentar “ressurgir” na esteira de sua sexualidade. ”Antes de assumir sua sexualidade, ela não tinha o espaço na mídia que tem hoje. Ela estava em baixa e, agora, está tirando proveito disso. Cobra caro por conta disso. Ela não deveria assinar contratos”,bateu.

Conforme o parlamentar, alguns deputados estaduais já demonstraram apoio à sua iniciativa. Cleiton Collins disse que o voto de repúdio deverá ser aprovado sem problemas. “E não é só deputado que é evangélico. Muitos estão percebendo o proveito que ela está tirando”, assegurou.

    Sisu oferece 39,7 mil vagas no ensino superior

    Agência Brasil (Brasília) – A segunda edição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) de 2013 vai oferecer 39.724 vagas em 1.179 cursos de 54 instituições de ensino superior. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Educação (MEC) nesta segunda-feira (3). No segundo semestre de 2012, foram oferecidas 30.548 vagas, disponíveis em 56 instituições de ensino superior.

    O Sisu é o sistema informatizado do Ministério da Educação no qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas para candidatos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

    As inscrições para a segunda edição do ano do Sisu estarão abertas no período de 10 a 14 de junho. Os alunos poderão se inscrever no portal do Sisu. As inscrições serão aceitas até as 23h59 de 14 de junho.

    Podem se inscrever os estudantes que tenham participado do Enem 2012 e não tenham tirado zero na redação. Por meio do Sisu, o estudante concorre a vagas em cursos de graduação em universidades e institutos federais de ensino superior.






    O edital com detalhes do Sisu foi publicado hoje (3) no Diário Oficial da União. A primeira chamada está marcada para o dia 17 de junho e a segunda, para 1° de julho. As matrículas da primeira chamada estão marcadas para os dias 21, 24 e 25 de junho as da segunda chamada para os dias 5, 8 e 9 de julho.

    Cesta básica sobe 13,37% na RMR


    A cesta básica dos pernambucanos está mais cara. Segundo pesquisa do Programa de Orientação e Proteção ao Consumidor em Pernambuco (Procon-PE), o valor registrado na Região Metropolitana do Recife (RMR) foi de R$ 332,25, em maio, ante R$ 293,07, em abril – um aumento de 13,37%. Com a alta, o preço da cesta básica já corresponde a 49% do salário mínimo, de R$ 678.

    O aumento foi percebido em todas as regiões pesquisadas pelo órgão. O Cabo de Santo Agostinho, no entanto, foi que apresentou a maior alta, de 14,12%. Com isso, o conjunto de itens indispensáveis passou de R$ 296,12 para R$ 337,92. O menor acréscimo foi percebido em Caruaru, de 11,28%. Agora, a cesta pode ser encontrada por R$ 322,85. Em abril, o valor era de R$ 290,12.

    Na opinião do coordenador geral do Procon-PE, José Rangel, o aumento é um “escândalo”. “Há três anos, percebíamos aumentos de 0,3%. Hoje, os supermercados estão subindo os preços só por acreditarem que a inflação estará maior. No entanto, a inflação estimada para o ano é de 6,5%. Estamos vendo um aumento maior do que o esperado para o ano inteiro acontecendo mês a mês”, criticou.

    Nos supermercados pesquisados na RMR, os itens que sofreram maiores aumentos foram os de alimentação e os de higiene pessoal. A variação dos preços entre os estabelecimentos pesquisados também surpreende. O preço do pacote de absorvente, por exemplo, variou entre R$ 0,89 e R$ 2,69, ou seja, 202,25%. Entre os alimentos, a maior disparidade foi a da farinha de mandioca torrada, de 86,52%. Os valores do quilo do produto figuraram entre R$ 3,19 e R$ 5,95.

    Para Rangel, os reajustes poderão refletir nos hábitos de consumo dos brasileiros. “O consumidor vai deixar de colocar na sua cesta básica alguns produtos menos necessários e os supermercados perdem com isso”, ponderou. “O jeito é buscar alternativas, usar a imaginação. Substituir produtos caros por outros que fazem o mesmo efeito. É preciso ter criatividade e fazer muitas pesquisas”, opinou.

    Por Amanda Claudino
    Da Folha de Pernambuco