sábado, 21 de setembro de 2013

Mais um obstaculo pra ser vencido.




  Amanha estreia na polo FM o locutor jataubense Ruy Siqueira com o programa especial de Roberto Carlos das 8 da manha as 10. sintonize seu Raidinho que vai ter  muito sucesso pra você. na voz inesquecível do amigo Ruy. desde já este amigo te parabeniza e que cada vez você alcance mais um degrau na sua vida.. Que o senhor te abençoe nessa nova empreitada tenha força e coragem que tudo vai da cerdo esses são os desejos deste teu amigo blogueiro collar.

Faltou Eduardo combinar com o Supremo




As más línguas dizem que o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, deu o mais importante gesto de sua candidatura presidencial até o momento, ao anunciar nesta semana a entrega de cargos no governo Dilma. Mas errou na data do anúncio.

Isso porque o socialista escolheu justamente a semana em que o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu pela continuidade do julgamento do mensalão, com a aceitação de novos recursos para os réus condenados com placar apertado.

Por isso, avalia um aliado, o que deveria configurar um anúncio velado de sua candidatura, com direito a uma boa repercussão, acabou se acabou se perdendo em meio a notícias sobre o destino dos réus do mensalão. (Portal IG - Poder Online - Clarissa Oliveira)

Aqui é sucesso

As mina pira!!!


A nova parceria que vai da certo

Caso Priples fica com o MPPE


Assim como no caso Telexfree, Ministério Público estadual ficará a cargo da suposta pirãmide

Seguindo a mesma linha de outros casos em todo o Brasil, a investigação da suposta pirâmide financeira praticada pela empresa Priples ficará a cargo do Ministério Público de Pernambuco (MPPE). A informação foi divulgada ontem pelo Ministério Público Federal (MPF) no Estado. A mesma coisa ocorreu com a Telexfree, que, embora seja investigada por autoridades de todo o País, foi paralisada pela Justiça a pedido do Ministério Público do Acre e não do MPF.A Priples movimentou, em apenas quatro meses, R$ 107 milhões sem vender um único produto, segundo a Polícia Civil de Pernambuco. Nesse período, ela atraiu 217 mil investidores, que acreditaram na promessa de um retorno financeiro de 60% ao mês, mediante o pagamento de adesões de R$ 100 a R$ 10 mil.

Mesmo casos clássicos de empresas consideradas pirâmides tinham impostos em dia, pois o Código Tributário Nacional deixa claro que até atividades ilícitas recolhem tributos. A questão é que o MPF só atua em casos em que a União é diretamente prejudicada, justamente como sonegação de impostos, e apenas concluiu que o tipo de acusação que pesa sobre a Priples deve ser investigada pelo MPPE.

A Telexfree atraiu 1 milhão de pessoas. Ontem ela divulgou um vídeo em que o diretor e sócio, Carlos Costa, orienta os investidores a não burlarem a suspensão judicial e investirem na empresa no exterior, onde o cadastramento seguiria ocorrendo.

Do JC Online

"Empresa laranja do esquema BBOM tem R$ 8,6 milhões bloqueados", diz nota do MPF



Duas recentes decisões judiciais no caso BBOM representam uma esperança a mais para os consumidores reaverem, no futuro, os valores investidos. O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) negou provimento ao pedido de liminar no agravo de instrumento interposto pelo grupo para suspender os efeitos da liminar da Justiça Federal em Goiás que levou ao bloqueio de cerca de R$ 300 milhões em julho deste ano. A outra decisão é o deferimento, em parte, de pedido de liminar do Ministério Público Federal (MPF), pelo juiz Federal Juliano Taveira Bernardes, para o bloqueio de cerca de R$ 8,6 milhões de uma empresa "laranja" ligada ao esquema de pirâmide.

Além do bloqueio, recurso para derrubar liminar que congelou cerca de R$ 300 milhões do grupo é negado pelo TRF1

De acordo com as investigações dos procuradores da República Mariane Guimarães e Helio Telho, uma empresa criada pela diretora Administrativa da Embrasystem (conhecida como BBOM), Aline Rizato Riguetti, com o nome de Webcard Administradora de Cartões Ltda., teria transferido a referida quantia para outra empresa lícita (Vale Presente S.A.), que emitiria, processaria e administraria os pré-pagos Cartões BBOM. Os cartões seriam supostamente destinados aos associados da BBOM para pagamento dos rendimentos obtidos.

O valor bloqueado foi depositado em conta judicial e soma-se aos outros bens congelados judicialmente, que serão executados futuramente para ressarcir os investidores. As tentativas do grupo para frustrar o cerco da justiça não se limitam ao uso de empresas “laranjas”.

No mês passado, por exemplo, a Embrasystem tentou sacar parte do dinheiro bloqueado. Para tanto, Cristina Dutra Bispo, esposa do diretor de marketing do grupo, Ednaldo Alves Bispo, foi usada como laranja. A operação só não foi realizada porque o MPF/GO conseguiu, por meio de ação cautelar incidental, impedir a fraude. Já no começo deste mês, em São Paulo, a Justiça determinou a busca e apreensão de 45 carros de luxo de propriedade da empresa e de outros quatro automóveis registrados em nome de João Francisco de Paulo, o sócio-proprietário da Embrasystem.

Entenda - Em ação cautelar, no mês de julho deste ano, os bens da empresa foram bloqueados e as atividades do grupo suspensas por decisão judicial. Com a ação civil pública, o Ministério Público Federal pretende que cessem, definitivamente, as condutas ilícitas de recrutamento de pessoas e captação de recursos em forma de pirâmide, bem como a venda de rastreadores e prestação de serviços de monitoramento de veículos sem autorização do Denatran.

O congelamento do esquema BBom é resultado de uma força-tarefa nacional formada pelo MPF e pelos MP Estaduais (entre eles, o de Goiás). O caso soma-se a outras investigações de pirâmides financeiras pelo país. Exemplo recente da atuação ministerial foi o caso da TelexFree.

Na BBOM, o produto que supostamente sustentaria o negócio das empresas é um rastreador de veículo. Como em outros casos emblemáticos de pirâmide financeira, isso é apenas uma isca para recrutar novos associados, como foram os animais nos casos da Avestruz Master e do Boi-Gordo.

A prática de pirâmide financeira é proibida no Brasil, configurando crime contra a economia popular (Lei nº 1.521/51). A BBom é um exemplo dessa prática criminosa, já que os participantes seriam remunerados somente pela indicação de outros indivíduos, sem levar em consideração a real geração de vendas de produtos.

Em suma, para ser marketing multinível ou venda direta legítimos, o dinheiro que circula na rede e paga as comissões e bonificações dos associados deve ser proveniente de consumidores finais de produtos da empresa, no varejo. Se, ao invés de dinheiro de consumidores finais, usar-se dinheiro dos próprios associados para pagar os associados mais antigos, estar-se-á perante uma pirâmide, que vai desmoronar quando diminuir o ingresso de novos associados, deixando muita gente no prejuízo.

No sistema adotado pela BBOM, os interessados associavam-se mediante o pagamento de de um valor de adesão que variava dependendo do plano escolhido (bronze – R$ 600,00, prata – R$ 1.800,00 ou ouro – R$ 3.000,00), obrigando-se ainda a atrair novos associados e a pagar uma taxa mensal obrigatória (referente ao comodato do aparelho, que não era entregue) no valor de R$ 80,00 pelo prazo de 36 meses. O mecanismo de bonificação aos associados era calculado sobre as adesões de novos participantes. Quanto mais gente era trazida para a rede, maior era a premiação prometida.

Telexfree entra com pedido de recuperação judicial



Pedido foi protocolado na Justiça do Espírito Santo, segundo advogado. Empresa está com as atividades e as contas bloqueadas desde junho.

A Ympactus Comercial, conhecida pelo nome fantasia Telexfree, entrou com pedido de recuperação judicial, informou a empresa por meio de comunicado em sua página no Facebook. Segundo a nota, a medida "visa proteger seus divulgadores e a empresa no Brasil".

Procurado pelo G1, o advogado da empresa, Horst Fuchs, afirmou que o pedido foi protocolado na quinta-feira (19) na Justiça do Espírito Santo, mas não informou o valor da dívida.
Comunicado na página da Telexfree no Facebook informa o pedido de recuperação judicial (Foto: Reprodução)

"Vai ser divulgada uma nota sobre o assunto e o diretor Carlos Costa também fará um esclarecimento em vídeo aos divulgadores", disse o advogado, sem dar mais detalhes sobre a medida tomada pela empresa para tentar garantir o pagamento de seus credores.
saiba mais

A Telexfree é investigada por suspeita de pirâmide financeira e está com as atividades e as contas bloqueadas, a pedido do Ministério Público do Acre (MP-AC).

Entenda o caso Telexfree
No dia 18 de junho, a juíza Thaís Borges, da 2ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco, julgou favorável a medida proposta pelo MP-AC para suspender as atividades da Telexfree. Com a decisão da juíza, foram suspensos os pagamentos e a adesão de novos contratos à empresa até o julgamento final da ação principal, sob pena de multa diária de R$ 500 mil em caso de descumprimento e de R$ 100 mil por cada novo cadastramento. A magistrada afirma que a decisão não configura o fim da empresa, apenas suspende suas atividades durante o processo investigativo.

Medida é recurso para evitar falência
A recuperação judicial é um recurso previsto em lei para ajudar as empresas a evitarem a falência.

A lei 11.101, sancionada em 9 de fevereiro de 2005, regula no país a recuperação judicial, a extrajudicial e a falência do empresário e da sociedade. A recuperação judicial é abordada no capítulo três da lei, que explica que “tem por objetivo viabilizar a superação da situação de crise econômico-financeira do devedor, a fim de permitir a manutenção da fonte produtora, do emprego dos trabalhadores e dos interesses dos credores, promovendo, assim, a preservação da empresa, sua função social e o estímulo à atividade econômica”.

A lei de 2005 acabou com o instrumento da "concordata" no Brasil e permite que a empresa endividada apresente a sua própria proposta para os credores.

A legislação fixa um prazo de seis meses para a negociação entre as partes, que é intermediada por um administrador judicial nomeado pela Justiça. No caso de não haver acordo entre credores e devedores sobre o plano de recuperação, é decretada a falência.

Investigações de pirâmides
Os Ministérios Públicos já receberam mais de 80 denúncias sobre supostas pirâmides financeiras em operação no país e cerca de dez tiveram ações ajuizadas, segundo a procuradora do Ministério Público de Goiás Mariane Guimarães, que integra a parceira entre Ministérios Públicos Federal e Estaduais. Telexfree, Bbom, Priples e Blackdever já tiveram seus bens bloqueados e a Mister Colibri já teve o bloqueio pedido, o que depende de uma decisão judicial.

Na segunda-feira (16), o Ministério da Justiça lançou uma cartilha para explicar as diferenças entre as pirâmides financeiras, que são ilegais, e o marketing mutinível, que é canal de distribuição de produtos e serviços legal.

Do G1, em São Paulo

Campeonato brasileiro desse final de semana.



Passando pra deseja um belo final de semana a todos leitores deste blog.

Delegado revela detalhes da investigação do assassinato de Déa pós prisão do suposto assassino



O delegado Rodrigo Monteiro, titular da Delegacia de Serra Branca e responsável pelas investigações do assassinato do vereador Déa, concedeu entrevista ao portal De Olho no Caririlogo após o depoimento do acusado na Delegacia de Monteiro. Segundo Dr. Rodrigo, que comandou a prisão do PM junto ao delegado regional Dr. Cristiano Brito e vários outros colegas, há vários elementos que levam a crer que ele é de fato o executor do vereador serra-branquense.

De acordo com o delegado, as imagens que foram coletadas em câmeras instaladas na cidade trazem nítida semelhança ao acusado detido, assim como as características repassadas por quem o viu pela cidade e antes do crime. Dr. Rodrigo afirmou que ele nega a autoria do crime, mas ficará detido até o término das investigações.

José Valter Silva, de apenas 30 anos, aparentava muita calma e para alguns até frieza em todo o interrogatório e prisão. Como se trata de um Policial Militar, ele será encaminhado para o Batalhão da PM em Campina Grande onde ficará recolhido durante o período das investigações.

A polícia informou ainda que apesar dos fortes indícios, prefere não se antecipar em alguns detalhes do caso, a fim de elucidar com precisão o crime.

A grande peça do processo investigatório deverá ser a testemunha ocular do crime, que viu o assassino bem de perto. Segundo Dr. Rodrigo, outras prisões deverão acontecer em breve e o trabalho da polícia só se encerrará quando for descoberto o autor intelectual, isto é, o possível mandante do bárbaro assassinato do vereador Geraldo Caetano.

A prisão do primeiro acusado de envolvimento na morte de Déa foi realizada através de uma forte operação que envolveu pelo menos 7 delegados de polícia do Cariri e vários agentes da Polícia Civil, especialmente das cidades de Serra Branca e Monteiro. Para Dr. Rodrigo e demais autoridades, é questão de tempo para que todo o crime seja completamente elucidado.

FONTE DE OLHO NO CARIRI

De calcinha fio-dental, mulher sensualiza na webcam e acaba se dando mal

Um vídeo no mínimo inusitado está rodando o mundo virtual nos últimos dias. Uma mulher caiu na rede após ser surpreendida quando se exibia apenas de calcinha fio-dental e sutiã na webcam. Veja!

Jovem Cristã é estrupada e morta por rebeldes sírios



Um grupo de quinze rebeldes islâmicos sírios ligados à facção AKA Jabhat al-Nusra sequestrou, estuprou e matou uma adolescente cristã chamada Mariam, na cidade de Al-Qusair.A notícia está sendo veiculada pelos principais veículos de informação cristãos do mundo, e segundo o site Acontecer Cristiano, apesar de a jovem ter sido assassinada, a família dela conseguiu escapar da cidade.
A facção AKA Jabhat al-Nusra tem se tornado o principal grupo islâmico na guerra civil que divide a Síria e tenta depor o presidente Bashar Al-Assad.Quando a facção descobriu que Mariam era cristã, os representantes do grupo resolveram que ela seria esposa de todos eles. No primeiro dia, um dos rebeldes casou-se com ela, e depois de abusá-la, a rejeitou. Esse ritual se repetiu diariamente, até que todos os quinze a tivessem estuprado.
Após os seguidos abusos sexuais e psicológicos, Mariam foi assassinada pelo grupo. Esse tipo de crime é incentivado pelos rebeldes islâmicos na Síria. Um dos líderes muçulmanos do país, Sheikh Yasser Al-Salafi Ajlawni se pronunciou recentemente afirmando que os rebeldes estavam autorizados a capturar e estuprar mulheres não muçulmanas.
Agressões sexuais
Esse tipo de crime tem se tornado comum em países onde o cristianismo é minoria. Na Índia, quatro meninas com idades entre 12 e 14 anos foram capturadas e estupradas por um grupo de 20 homens.
De acordo com o site Protestante Digital, o crime aconteceu na cidade de Lawada, que fica no distrito de Pakur, no leste do estado de Jharkhand. Após as agressões sexuais, as crianças foram levadas a um hospital, onde foram examinadas e medicadas.

Modelo brejense vai representar Pernambuco no Miss Continente Brasil Teen


A modelo brejense Maria Eduarda (Dudinha) vai representar Pernambuco no Concurso Miss Continente Brasil Teen que acontecerá em João Pessoa na Paraíba, de 26 a 29 de setembro.

Dudinha é uma das favoritas, já que vem se destacando nos eventos que participa, sempre encantado os jurados com muita beleza e simpatia.

Maria Eduarda começou a desfilar aos 13 anos, e atualmente é Miss Estudante Pernambuco, Miss Estudante Nordeste e Miss Continente Pernambuco Teen.

Filha do casal Pedrinho “pintor” e Maria, a modelo reside na Vila Balança em Brejo da Madre de Deus, é vendedora na Loja Nika Mania Calçados e tem a carreira de modelo acompanhada por Ednaldo Marinho, coordenador de concursos de beleza há mais de 20 anos.


Do Estação Notícias

A nova parceria que vai da certo