segunda-feira, 29 de abril de 2013

Partido de Marina encontra dificuldades na coleta de assinaturas



Como se não bastasse a tramitação no Congresso Nacional do projeto que limita a criação de partidos no Brasil, a ex-senadora Marina Silva e seus aliados estão enfrentando outra dificuldade para a coleta de assinaturas que possibilitará a criação do Rede Sustentabilidade: erros no preenchimento da ficha de apoio à legenda. Para ser criado, o Rede precisa de 550 mil assinaturas de eleitores em todo o país. Até agora já foram coletadas mais de 200 mil, mas a própria Marina estima que, ao final, cerca de 30% delas não serão reconhecidas pela Justiça Eleitoral por algum erro no preenchimento de dados.

“Há pessoas, por exemplo, que preenchem a ficha com o nome de casada, enquanto no TRE (Tribunal Regional Eleitoral) consta o nome de solteira. Estamos trabalhando com a coleta de 650 mil assinaturas por causa dessa margem de erro”, afirmou Marina, em Belo Horizonte, onde passou o fim de semana em busca de apoio para seu partido.

Marina ainda retorna a Minas Gerais em maio, quando receberá o título de cidadã honorária em Uberlândia, Araguari, Ouro Preto e Contagem. Antes, passará por Goiás, São Paulo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

Cortejada pelos principais candidatos da oposição, que defendem a sua candidatura a Presidência da República como forma de aumentar as chances da realização de segundo turno em 2014, Marina Silva negou que sua pré-candidatura esteja colocada e criticou a antecipação do debate eleitoral, que para ela tira o debate das propostas do centro das atenções. “Essa [candidatura] é uma possibilidade, mas queremos discutir 2014 em 2104. Um número maior de candidatos e segundo turno fortalecem a democracia”, afirmou.

Hoje o dia de festa é por conta deles!!!


Felicidades pelo seu aniversário. Que seu caminhar seja sempre premiado com a presença de Deus, guiando seus passos e intuindo suas decisões, para que suas conquistas e vitórias, sejam constantes em seus dias.
Parabéns por hoje, mas felicidades sempre.



Chico do forro 
Parabéns meu amigo, feliz aniversário.

Hoje e sempre, você merece muitos abraços e homenagens.
Que Deus, nosso Pai, ilumine ainda mais seu caminho, para que possa conquistar todos os seus sonhos. Quero também te agradecer, por tudo o que tem feito para que a nossa amizade fique cada vez melhor.

Parabéns
São os desejos do Jataúba News


"Policia federal conclui" Operação resgate I" Que erradicou mais de 400 mil pés de maconha no sertão pernambucano evitando assim que 143 toneladas da erva abastecesse pontos de venda de drogas em recife e no nordeste












A Polícia Federal em Pernambuco com apoio da Secretaria de Defesa Social/PE, através da Delegacia de Polícia Federal em Salgueiro, deflagrou no dia 21.04.2013 e concluiu no dia 26.04.2013, a operação “RESGATE I” - que visa à erradicação dos plantios de maconha no Sertão Pernambucano e que faz parte das medidas estratégicas adotadas pela Coordenação-Geral de Prevenção e Repressão a Entorpecentes-CGPRE, Órgão Central da Polícia Federal em Brasília/DF, visando reduzir a produção e oferta de maconha no sertão do Estado de Pernambuco.


A operação contou com um efetivo de aproximadamente 70 policiais federais vindos de diversos estados (Alagoas; Brasília; Maranhão; Paraíba; Pernambuco; Piauí; Rio Grande do Norte; Rondônia). Os policias trabalharam com incursões terrestres, fluviais e aéreas. Para isso, tiveram o apoio de viaturas, 02(duas) aeronaves, 04(quatro) embarcações e 02(dois) cães farejadores. A Operação contou ainda com o apoio do Corpo de Bombeiro Militar de Pernambuco e do GTA-Grupamento Tático Aéreo da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco e de colaboradores contratados para o auxílio da retirada dos pés da droga.


Na ação foram alcançados os municípios de Belém de São Francisco/PE, Betânia/PE, Cabrobó/PE, Canapi/AL, Carnaubeira da Penha/PE, Floresta/PE, Ibimirim/PE, Inajá/PE, Manari/PE, Mata Grande/AL, Mirandiba/PE, Salgueiro/PE, Santa Maria da Boa Vista/PE e Terra Nova).



BALANÇO FINAL DA OPERAÇÃO RESGATE I

Pés Erradicados
429 mil

Maconha que deixou de ser produzida com os 429 mil pés
143 toneladas

Plantios Destruídos
89

Mudas Destruídas
61.444

Maconha Pronta
24,8kg
Segundo análise feita por Peritos Criminais Federais, três pés de maconha equivalem a aproximadamente 1(um) quilo da droga, então se dividirmos 429 mil pés por 3 (pés) teremos a quantidade de maconha que deixou de ser produzida pelos traficantes, que corresponde a 143t (cento e quarenta e três) toneladas de maconha. Durante o ano a Polícia Federal realiza 4(quatro) operações de erradicação de maconha o que faz a oferta da droga diminuir significativamente na capital pernambucana bem como no agreste e sertão, o que pode ser confrontado com as apreensões realizadas da droga no estado. O ciclo produtivo da cannabis é acompanhado de perto por policiais federais e quando vai se aproximando o período da colheita novas ações são realizadas coibindo assim a secagem e conseqüente introdução no mercado consumidor (pontos de vendas de drogas).


Tem se verificado que grande parte da maconha apreendida no estado ou é oriunda do Paraguai ou são aquelas colhidas precocemente antes da deflagração das operações de erradicação o que resulta numa erva de péssima qualidade, além de Pernambuco a Bahia também realizada operações trimestrais. Assim com essas operações consecutivas a Polícia Federal contribui significativamente para o desabastecimento dos pontos de venda de droga em nosso estado como também em outros estados do nordeste evitando assim a escalada da violência tais como furtos, homicídios, assassinatos, acertos de contas, corrupção policial, porque geralmente tais ocorrências giram em torno do tráfico de drogas. Cada ponto de venda de droga desabastecido, significa um foco a menos de violência para a população pernambucana.

Conheça a brejense que disputará o Miss Pernambuco 2013



Uma linda brejense recebeu um convite especial, é uma oportunidade única de representar sua cidade natal e esbanjar beleza e simpatia na passarela do Miss Pernambuco 2013.

A convidada para participar do evento que está na sua edição de número 58 foi Clécia Lima, 21 anos, estudante de Ciências Biológicas, atriz e reside no Distrito Mandaçaia em Brejo da Madre de Deus, tem 1,68 de altura, olhos castanhos e é sem dúvidas uma das mulheres mais belas do Brejo da Madre de Deus.  Ela irá participar pela primeira vez do evento que acontecerá no Teatro Luiz Mendonça na Capital Pernambucana no dia 15 de Junho.
Miss Pernambuco 2013 vai escolher a melhor candidata pernambucana para representar seu estado e sua cultura no Miss Brasil. Estima-se que o evento contará com a presença de trinta candidatas de diversos municípios do estado.
Não se sabe se a noite final da competição será televisionada. Paula Lück, Miss Pernambuco 2012 coroará sua sucessora ao título no final do evento.

Vamos torcer e apoiar a beleza da mulher brejense que promete fazer bonito e brilhar nas passarelas!


Do Estação Notícias Fotos: Marcelo Santa Cruz

Diretas já! O primeiro passo para a democracia



Mobilização chegou a reunir mais de 500 mil pessoas na Praça da Candelária, no Rio de Janeiro, e na Praça da Sé, em São Paulo (Foto: Internet)

Por Mirella Araújo
Da Folha de Pernambuco

Há 30 anos, mesmo com o regime militar perdendo força, o direito da sociedade de eleger seu representante ainda era um desejo distante da realidade. No dia 2 de março de 1983, o deputado federal Dante de Oliveira (PMDB-MT) encaminhou ao Congresso Nacional o Projeto de Lei nº 5, que instituía o voto direto para escolher o sucessor do presidente João Batista Figueiredo. O PL ficou conhecido como “Emenda Dante de Oliveira”, que foi para votação no ano seguinte, no dia 25 de abril, mas terminou sendo rejeitada por uma manobra dos aliados governistas. Mesmo com a derrota no plenário e com a eleição indireta de Tancredo Neves, primeiro civil a assumir a presidência da República, a sociedade civil só pôde ir às urnas em 1989.

O movimento a favor do restabelecimento da democracia ganhou as ruas e passou a ser chamado popularmente de “Diretas Já!”. Sob as palavras de ordem “Um, dois, três, quatro, cinco, mil, queremos eleger o presidente do Brasil”, a mobilização chegou a reunir mais de 500 mil pessoas na Praça da Candelária, no Rio de Janeiro, e na Praça da Sé, em São Paulo. Em Pernambuco, também houve vários comícios nas cidades de Olinda, Abreu e Lima e Recife.

Apesar de o movimento ser suprapartidário, ele foi encabeçado pelo PMDB, PT e PDT (que eram contrários ao governo). Grandes nomes políticos como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o ex-governador de Pernambuco Miguel Arraes, o então presidente do PMDB, Ulysses Guimarães, e o ex-governador Leonel Brizola, participaram ativamente das Diretas Já!.

Para o deputado federal Roberto Freire (PPS) – na época filiado Movimento Democrático Brasileiro (MDB), antecessor ao PMDB – a partir desse momento, passamos a vivenciar o maior período da Nova República com liberdade democrática. Freire presidiu a sessão solene na Câmara Federal, na última quinta-feira, em homenagem aos 30 anos da emenda Dante de Oliveira. Ele rememorou que na época em que o projeto foi levado para votação, todos estavam certos que iriam conseguir ter a maioria.

“Nós tivemos 298 votos a favor, mas alegaram que não havia quórum qualificado para aprovar. Tivemos os que votaram contra (65 deputados) e os que faltaram (112) era a mesma coisa que ter votado contra”, explicou Roberto Freire. A emenda, antes de ser enviada como Projeto de Lei, contou com as assinaturas de 170 deputados e 23 senadores favoráveis à implementação.

De acordo com o presidente estadual do PMDB, Dorany Sampaio – que nesse período era o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil seccional Pernambuco (OAB-PE) -, a reprovação do projeto foi parar no Supremo Tribunal Federal (STF), mas eles entenderam que para ser aprovado era necessário ter dois terços da totalidade dos membros das duas casas (Câmara e Senado).

“Era um absurdo, mas a repressão era enorme. Como presidente da OAB-PE me valeu pertencer a um órgão de classe para, assim, participar ativamente dessa campanha que incendiou o Brasil”, enfatizou Dorany. “Naquela noite em Brasília, foram organizadas várias caravanas, mas os militares bloquearam o acesso para impedir a entrada. Criou-se um clima tenso, o general Nilton Cruz figura truculenta fazia ameaça contra os manifestantes publicamente”, relatou o cientista político Túlio Velho Barreto.

Presos de PE são os que mais frequentam escola




Apesar da colocação, número de detentos que estudam ainda é considerado baixo (Foto: Internet)

Um levantamento do Instituto Avante Brasil revelou que os presos de Pernambuco são os que mais frequentam escolas no Brasil. Após uma minuciosa pesquisa entre 2008 e 2012, a entidade especializada no estudo da violência no país constatou que no estado pernambucano a cada mil presos, 191 estão tendo aulas. O segundo e o terceiro lugar são ocupados, respectivamente, pelo Espírito Santo e Rondônia.

O estado lanterninha nesse levantamento é o Maranhão, onde apenas 22 detentos frequentam a sala de aula para cada mil presos. Segundo a coluna Radar, de Lauro Jardim, os números gerais mostraram que na temática ressocialização o Brasil está muito atrasado e aquém das expectativas mundiais.

Martelotte fala de poder de reação do Santa e já aponta o Sport como favorito



Técnico coral falou que campo pesado atrapalhou rendimento do time do Santa

Treinador, no entanto, foca primeiro o jogo contra o Internacional-RS, quarta-feira, no Arruda, pela Copa do Brasil
Para o treinador Marcelo Martelotte, o Santa Cruz poderia, além de ter saído com a classificação para a final do Campeonato Pernambucano, ter também vencido o Clássico das Emoções neste domingo, nos Aflitos. O comandante tricolor reconheceu que a sua equipe começou mal a partida contra o Náutico. Mas salientou o crescimento de produção do time durante o jogo. Já visando ao jogo diante do Internacional-RS, quarta-feira, pela Copa do Brasil, e a decisão do estadual contra o Sport, o técnico quer dar um passo de cada vez. Falou que não vai poupar nenhum atleta diante do Colorado. Quer triunfos nas duas competições. Está ciente que vão ser dois confrontos difíceis. Inclusive, ele mesmo já aponta o rival rubro-negro como favorito ao título do PE2013.

"O Sport teve a melhor campanha da primeira fase do Pernambucano, passou com facilidade da semifinal, apesar do adversário. Podemos pensar nele como favorito", avaliou Marcelo Martelotte. Embora jogue a partida mais importante do ano até então no próximo domingo, não pensa em dar descanso a ninguém no duelo contra o Inter. "A partir desta segunda já vamos preparar o time para a partida. Detesto essa questão de priorizar e poupar. Vamos tirar só quem não tiver condições nenhuma de jogar", falou.

Sobre o jogo diante do Náutico, Martelotte destacou o crescimento da equipe durante o jogo. "A gente começou o primeiro tempo mal, em um ritmo moroso e sem marcar. Após o gol deles, conseguimos um equilíbrio maior. Igualamos no segundo tempo e, a partir dos 20 minutos, prevaleceu o preparo físico. Mesmo jogando em um campo pesado, suportamos bem", afirmou. "A gente errou por que o jogo teve uma característica mais pesada. A gente demorou para entrar nesse ritmo que não estamos acostumados a executar", ponderou.

Quando foi perguntado por um repórter por que o Santa Cruz merecia ser campeão pernambucano, o treinador respondeu sem arrodeios. "Fizemos uma boa campanha. Jogamos de igual para igual em clássicos com times de divisões acima. Hoje mesmo poderíamos ter saído com o empate. Acabou saindo uma derrota com sabor de vitória, mas merecemos chegar", finalizou.

Para Lula, Eduardo não retira mais sua candidatura


 

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva já considera difícil de ser revertido o lançamento da candidatura do presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, ao Palácio do Planalto em 2014. Em conversas com aliados, o líder do PT avaliou que o Eduardo aumentou ainda mais o tom das críticas ao Governo Federal na propaganda partidária da sigla, que foi ao ar na noite da última quinta-feira, o que o afasta ainda mais do projeto de reeleição de Dilma Rousseff em 2014.

Nos últimos dias, interlocutores de Eduardo Campos informaram ao líder do PT que o governador gostaria de se reunir com ele em maio, em São Paulo, para discutir o cenário eleitoral de 2014. Lula, no entanto, ainda considera cedo para ter essa conversa. Na avaliação dele, ela deve ocorrer apenas no segundo semestre, quando o cenário eleitoral estiver mais definido. Na opinião do petista, no cenário atual, seria muito arriscado para o socialista entrar numa disputa eleitoral, já que não haveria espaço na esquerda para mais uma candidatura presidencial.

Para viabilizar uma candidatura, Lula avalia que Eduardo terá de se aproximar da direita e, assim, abrir mão de bandeiras eleitorais do atual Governo Federal, como o combate à miséria e a ascensão à classe média. Campos disse em março à presidente Dilma Rousseff que o PSB decidirá pela candidatura própria apenas em 2014 e que, até lá, continuará na base aliada.(De O Estado de S.Paulo)