quarta-feira, 24 de junho de 2015

José Augusto Maia responde proposta de Fernando Aragão “A proposta da pesquisa, se fosse colocar, eu botaria meu nome”


Fotos: Arquivo.

Em entrevistas concedidas na manhã desta terça-feira (23) no programa Rádio Debate, o ex-deputado federal José Augusto Maia (PROS) e o pré-candidato a prefeito pela Oposição Cleiton Barboza, estiveram no estúdio.

Os dois foram ouvidos para falar sobre as recentes declarações feitas pelos vereadores Ernesto Maia (PSL) e Fernando Aragão (PROS), este último que também é pré-candidato a prefeito pelo grupo de Oposição.

Ernesto Maia deu duras declarações contra José Augusto em seu programa de rádio semanal, afirmando que, entre outras críticas, o ex-deputado teria feito campanha contra o vereador quando disputou o posto de deputado estadual em 2012 e que a indicação por Cleiton Barboza seria uma imposição que levaria o grupo taboquinha a mais uma derrota nas eleições de 2016.

Já Fernando Aragão afirmou que deveria ser feita uma pesquisa para definir quem seria o melhor candidato pelo grupo vermelho, pesquisa esta com data sugerida para setembro.

Pesquisa proposta por Fernando

Durante a entrevista, José Augusto Maia deixou claro que a realização de uma pesquisa seria possível, mas desde que o nome dele estivesse incluído no processo.

“O nome de Flávio (Pontes) e o dele (Cleiton) foram os nomes mais aceitos por onde eu andei. A proposta (de pré-candidatura) foi primeiro feita a Flávio, conversamos muito com ele, ele demonstrou que não aceitaria por motivos que não adianta eu dizer aqui, mas ele ficou muito feliz de ter seu nome aceito, mas depois veio o nome de Cleiton. A proposta da pesquisa, se fosse colocar, eu botaria meu nome e não quero isso. Eu quis uma renovação. Nosso partido, ao longo dos tempos, sempre teve problemas que não adianta esconder. Eu acreditava que nem eu conseguiria juntar o grupo porque tinha uma parcela que não aceitava o meu nome, como disse a Toinho e ele concordou, como disse a Fernando. Só um nome novo uniria esse grupo e aí eu fui procurar esse nome novo. Cleiton é alguém que representa bem o nosso grupo hoje.”, disse José Augusto.

Já Cleiton destacou, segundo ele, a intenção de José Augusto Maia ao escolher seu nome para ser pré-candidato pelo grupo em vez de Fernando Aragão.

“O convite não foi para denegrir ou destruir a candidatura de ninguém, foi um convite para unir, um convite coerente e de união. Eu sempre venho pregando isso, em algumas reuniões, que deveria se acabar com as vaidades e que se houvesse diálogo, que houvesse renúncia porque, se nesse caso se os dois renunciassem, não haveria candidatura de ninguém. Se um renunciar, há candidatura. Diante do diálogo, está proposto à cidade, e ao grupo taboquinha, avaliar um nome.”, frisou.

Trampolim político

.

Questionado sobre as especulações de que o lançamento de Cleiton Barboza seria um “trampolim político” para que, na reta final para as eleições, José Augusto Maia saísse como candidato a prefeito, ele foi enfático.

“Dentro do que está proposto, penso que seria um suicídio (político) para José Augusto ele fazer isso. Acreditei no projeto, estou na rua mostrando o nome e ele vai ser avaliado. De repente, o nome não decole, isso é um processo natural, mas estou confiante e sei que vai decolar.”, frisou.

A resposta de Zé ao desabafo de Ernesto Maia

“O que quero dizer de Ernesto é o que venho dizendo para todas as pessoas: Eu perdoei Ernesto por tudo. De Ernesto, eu quero que ele venha apoiar Cleiton, pois sei que ele é desse lado político. Ele é uma pessoa inteligente e precisamos dele aqui. Tudo o que aconteceu entre eu e Ernesto na questão familiar, a gente tem que deixar para lá. Eu já parei, já está perdoado, teve o resultado da eleição e o povo deu a resposta a Ernesto. Que ele venha se juntar a nós e que ele entenda que é o novo.”, disse.

Sobre a polêmica declaração de que Ernesto não seria de sangue puro, proferida em uma briga entre os dois no primeiro programa pós-eleições, José Augusto Maia pediu desculpas a Ernesto

Blog Ney Lima 



A qualidade é aqui!!!

José Augusto Maia continua a se mostrar incrédulo com mudança de Toinho do Pará para grupo boca preta


Foto: Arquivo.

Em entrevista concedida no programa Rádio Debate desta terça-feira (23) o ex-deputado federal José Augusto Maia (PROS) voltou a se mostrar incrédulo com a mudança de Toinho do Pará (PHS) ao grupo de Situação.

Em tom de brincadeira, o ex-deputado fez uma declaração logo ser questionado sobre a foto em que o ex-prefeito Toinho do Pará faz o gesto do “V da Vitória” logo após ter assumido o posto de assessor do deputado estadual e primeiro secretário na Alepe, Diogo Moraes (PSB), na última sexta-feira (19).

“Eu acredito que aquilo ali ainda é uma montagem.”, ironizou.

Diogo, no mesmo dia em entrevista a Polo FM, confirmou a mudança de ala política por Toinho, sendo que este último ainda não se pronunciou oficialmente sobre o assunto e, segundo José Augusto, Toinho não falou nada a ele sobre a polêmica.

Blog Ney Lima



Dê um toque especial na sua decoração