segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Galego de Mourinha declara apoio a Ernesto Maia



Depois de praticamente deixar claro que o ex-prefeito Toinho do Pará (PHS) está fora do grupo taboquinha, devido a sua ligação com governo do estado, o vereador Galego de Mourinha (PTB) declarou na Polo FM que apoiará o vereador Ernesto Maia (PSL) para deputado estadual.
Galego vinha apoiando a pretensão de Fernando Aragão (PROS) para estadual, mas com a retirada do vereador, decidiu hoje apoiar Ernesto Maia.

"O nome de Ernesto vai unir o grupo. Vou de agora em diante trabalhar o nome de Ernesto Maia. Eu não tenho outra opção, pois apoiava Fernando. Toinho com Eduardo Campos, não vejo Toinho ligado aos taboquinhas".
Fonte Sulanca News
Imagem Facebook Ernesto Maia

Postado por G2 Comunicação

IBOPE: "A presidente Dilma Rousseff venceria em primeiro turno a disputa presidencial em todos os cenários mostrados pela pesquisa"

A presidente Dilma Rousseff venceria em primeiro turno a disputa presidencial em todos os cenários mostrados pela pesquisa Ibope realizada em parceria com o jornal "O Estado de S.Paulo" e as Organizações Globo.
A candidata do PT à reeleição não precisaria de um segundo turno para manter-se na Presidência da República contra os possíveis candidatos de oposição: o senador mineiro Aécio Neves ou o ex-governador de São Paulo José Serra pelo PSDB; o governador de Pernambuco Eduardo Campos ou a ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva pelo PSB.

Na disputa contra Aécio e Campos, Dilma seria eleita em primeiro turno com 43% dos votos, contra 14% do tucano e 7% do socialista. No levantamento feito pelo mesmo Ibope --encomendado também pelas Organizações Globo e o jornal "O Estado de S.Paulo" há quase um mês--, Dilma anotou 41%, Neves tinha os mesmos 14% e Campos registrava 7%.

Se a escolha do PSB fosse a ex-ministra Marina Silva, e a do PSDB fosse Aécio, Dilma teria 42%, contra 16% da candidata do PSB e 13% do senador tucano por Minas Gerais. No levantamento anterior, a petista somava 39% contra 21% de Marina. Neves manteve-se no mesmo patamar de 13%.

No cenário em que Dilma enfrenta Serra e Marina, a presidente teria 40% das intenções de voto, contra 17% do tucano e 15% da socialista. Na pesquisa Ibope anterior, a petista registrava 39%, contra 21% de Marina e 16% de Serra.

O levantamento foi feito entre os dias 7 e 11 de novembro, em 142 municípios de todas as regiões do Brasil. A margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, com um intervalo de confiança de 95%.

Carreteiros e proprietários de excursões protestam em frente ao Moda Center

Entrada e saída do Moda Center foi bloqueada pelas Carretas 



Em conversas com um proprietário de uma das excursões de Governador Valadares, o senhor Galdino, ele passou para nossa equipe, que este protesto só esta acontecendo por conta de umas prisões feita semana passada. Onde algumas carretas estão presas em São Caetano, e que as multas para elas serem liberadas, chegam a cerca de 90 a 120 mil reais. Segundo Galdino em São Caetano tem seis carretas presas por falta de condições de pagamento, e que o parque de feiras não esta emitindo notas das mercadorias i isso é que vem causando estes transtornos.










Escrito por collar
fotos collar

Hoje o dia de festa é deles!!!


Dayane Gomes 


Deyse Gomes 


Marciana Paiva 


Efranciele Dantas 


Edilene Michael 


Ney Lima 

Que seus caminhos permaneçam sempre iluminados, para que vocês possam continuar a iluminar também aqueles que têm a oportunidade de trilhar com você, um trechinho desta longa jornada! 

Sport vence o Paraná em jogo dramático e volta ao G4

Foi dramático. Com direito a pressão do adversário e até expulsão do goleiro Magrão. Mas, neste sábado, o Sport deu um passo gigantesco na briga pelo acesso à Série A ao bater o Paraná por 2 a 0, na Ilha do Retiro. O Leão se mantém na terceira colocação, restando apenas duas rodadas para o fim da competição.

Os primeiros 10 minutos foram totalmente do Paraná que, inclusive, quase abre o placar quando Lúcio Flávio disparou da intermediária e Magrão mandou para escanteio. Sem conseguir articular as jogadas todo time do Sport ficou nervoso. Foram incontáveis erros de passe e contra-ataques desperdiçados. E pra piorar, Felipe Azevedo sentiu a coxa e teve que ser substituído.

Porém, Camilo, que entrou no seu lugar, desencantou. Aos 23 minutos, Patric ganhou do zagueiro adversário na linha de fundo, entrou na área e cruzou rasteiro. A bola passou na frente do goleiro Marcão e Camilo só teve o trabalho de tocar para o fundo das redes.

O gol aliviou a torcida, mas o time continuou sem se encontrar em campo e o Paraná ainda era melhor na partida. Antes de o juiz encerrar a primeira etapa, Luizinho ainda teve uma chance de empatar quando entrou livre pela direita e bateu cruzado, mas a bola se perdeu pela linha de fundo.

O segundo tempo começou e o domínio do Paraná continuou se fazendo presente. Henrique Ávila entrou pela entrou pela esquerda e soltou a bomba. Magrão salvou o que seria o gol de empate.

E aos 14, a situação rubro-negra ficou dramática. Naldinho errou o passe no meio e no bate rebate a bola sobrou para Reinaldo que saiu livre de frente com Magrão. O goleiro do Sport saiu da área e dividiu com o atacante e o árbitro marcou falta. Como era o último homem, foi expulso. Saulo entrou e saiu Aílton.

O nervosismo tomou conta da Ilha do Retiro. Mas, logo em seguida a torcida pôde respirar aliviada. Patric avançou pela direita e cruzou voltando. Neto Baiano chegou batendo de primeira e fez 2 a 0 para o Leão. O gol abateu o Paraná que, mesmo com um jogador a mais, não criava mais como antes. Coube ao Sport administrar a vantagem e segurar a vitória.

Já rebaixado, Náutico briga para não ficar marcado negativamente


A tortura está acabando. Enquanto muitos alvirrubros já sonham com o fim desta Série A para recomeçar a juntar os cacos para o ano que vem, o Náutico vai chegando aos passos final do seu calvário e praticamentre se despedindo de sua torcida nesta desastrosa temporada. Neste domingo, diante do Bahia, às 18h30 (do Recife), o time faz o seu penúltimo jogo na Arena Pernambuco em 2013, onde conquistou apenas duas vitórias neste Brasileirão, diante de Internacional e Coritiba, e uma pela Sul-Americana, contra o Sport, por 2×0. No mais, empatou duas e perdeu 11 vezes. Essa “maldição da Arena” parece mesmo afetar o Timbu, que se despediu dos Aflitos no dia 2 de junho, com um empate por 2×2 diante da Portuguesa.

A grande realidade é que a nova casa alvirrubra ainda parece um campo neutro. E com a vexatória campanha na disputa, a ausência da torcida faz isso ficar mais claro ainda. Após o último jogo em casa, na derrota para o Criciúma, o treinador Marcelo Martelotte comentou a sensação de ver poucos mais de 2.500 torcedores num local que comporta quase 45 mil. “A sensação é que estávamos jogando num campo neutro. Não culpo o torcedor, pois o time é o grande culpado disso, mas olhar a grandeza da Arena e ver tudo vazio desmotiva um pouco. Os jogadores sentem e assim você perde o grande benefício de jogar em casa, que é o apoio”, explicou o técnico.

O “abandono” do torcedor alvirrubro é compreendido pelos atletas. Com apenas 17 pontos ganhos, a prioridade do elenco de Rosa e Silva é outra e parecia bem simples, mas vem se transformando numa missão quase impossível: fazer um ponto e não entrar para os registros como a pior campanha da era dos pontos corridos, juntamente com o América/RN. A última vez que o Timbu pontuou foi no dia 1 de outubro, na 25ª rodada, quando bateu a Ponte Preta e aí pronto: o time teria 13 jogos para fazer um pontinho e deixar essa marca negativa somente no colo dos potiguares.

Eis que o Náutico emenda uma sequência de nove derrotas e agora luta com unhas e dentes por esse “pontinho precioso”. “Esses 17 pontos incomodam demais. Falo com o pessoal no vestiário para marcar esse ponto e deixar a pior campanha para o América. Não quero essa mancha para o clube. Toda vez que leio sobre isso me dá um nervoso”, disse o volante Derley, um dos atletas do atual elenco commaior identificação com o clube. Sincero e autêntico como sempre, o volante alvirrubro já planeja a Série B do ano que vem. “Estou torcendo para Fluminense e Vasco ficarem na Série A. Caso ele caiam, são duas vagas a menos”, encerrou Derley.

A. Dias e Renatinho foram o trunfo do Santa contra o Luverdense

Santa Cruz vence Luverdense e segue rumo ao título do Campeonato Brasileiro

André Dias e Renatinho foram os protagonistas da classificação do Santa Cruz para a final da Série C do Campeonato Brasileiro. No jogo de ida, em Lucas do Rio Verde/MT, cada um fez um gol e, assim, asseguraram a vantagem de dois gols de diferença. No Arruda, ontem à tarde, ambos voltaram a marcar e garantiram a Cobra Coral na grande decisão da Terceirona. Além de balançar as redes, os dois se destacaram em suas respectivas funções dentro de campo e foram selecionados para conceder a entrevista coletiva após a partida.

Antes esquecido, André Dias foi a grande aposta do técnico Vica e, hoje, é referência na equipe do Santa Cruz. Devidamente identificado com a equipe, o camisa 99 fez questão de dividir os méritos com absolutamente todos os funcionários do clube tricolor. “Acho que a gente tem que parabenizar todo grupo, que fez por onde nossa equipe chegar aonde chegou. Isso vai do pessoal da cozinha até à comissão técnica”, declarou o atacante, antes de comentar suas expectativas para o confronto com o Sampaio Corrêa. “Sabemos da nossa qualidade técnica, apesar da instabilidade que tivemos no início do campeonato, mas acho que tivemos mais acertos do que erros. Espero fazer dois grandes jogos e nos tornarmos campeões da Série C”.

O caso de Renatinho é justamente o contrário de André Dias. Isso porque o baixinho chegou a ser o grande xodó da torcida coral, já atuou como lateral-esquerdo e figurou no banco de reservas. Viveu altos e baixos no Arruda. Atualmente, o agora meia tricolor busca se firmar no time titular. “Quando eu não estava jogando, fiquei um pouco triste comigo mesmo. Eu sabia que tinha condições de ser titular. Mas estou reconquistando meu espaço aos poucos e tenho fé que vou voltar a ser titular”, afirmou Renatinho, que, na atual formação do Santa, divide o papel de criação de jogadas com Raul e Natan. “Esse esquema me dá a obrigação de marcar também. É uma boa formação, a gente está trabalhando muito bem”, avaliou o meio-campista.

O 4-5-1 de Vica já provou que se encaixa no elenco tricolor. Os laterais ganham bastante liberdade para avançar e realizar cruzamentos na grande área. Mas, segundo o próprio treinador, os méritos são dos atletas. “Os jogadores estão bastante atentos e obedientes na questão de suas funções, sobretudo na marcação. Isso fez com que vencêssemos o jogo”, elogiou Vica.

SAIBA MAIS
PROTESTO – Nos primeiros minutos de Santa Cruz x Luverdense, os jogadores entraram na onda do protesto do Bom Senso F.C. e gastaram os primeiros segundos do jogo tocando a bola de um lado para outro. Para o atacante André Dias, a atitude foi válida. O técnico Vica também concordou com o movimento. O comandante ainda brincou que os atletas do Tricolor só erraram no fim da manifestação, quando deixaram a bola ficar em poder do goleiro do

Hospital Oswaldo Cruz pode ter greve geral a partir desta segunda-feira



Funcionários do plantão extra do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc) podem deflagrar greve geral a partir desta segunda-feira (18). Está marcada uma assembleia geral extraordinária do Sindicato dos Servidores da Universidade de Pernambuco (Sindupe) em frente ao hospital, às 09h, para definir o movimento. A intenção é que a paralisação alcance todos os servidores e não só os que cumprem os plantões extras. Caso a greve seja deflagrada, cerca de cem leitos no hospital ficarão sem atendimento, inclusive da Oncologia Pediátrica.

Os trabalhadores cobram o pagamento dos plantões, que está atrasado há quatro meses. Com uma carga horária excedente, os técnicos em enfermagem e enfermeiros dizem que não têm condições de manter o trabalho. Os profissionais haviam decidido parar com os extras na última quinta-feira (14), mas resolveram esperar pela assembleia na segunda-feira.



Da Folha de PE