terça-feira, 30 de abril de 2013

Deputado pernambucano sai em defesa do projeto da "cura gay"



O projeto da “cura gay”, defendido por membros da bancada evangélica na Câmara Federal, pode ser aprovado e virar uma “realidade jurídica” no país. Membro da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Casa, o deputado pernambucano Anderson Ferreira (PR) concedeu parecer favorável à proposta de 2011, que pretende suspender a resolução do Conselho Federal de Psicologia que, desde 1999, impede os psicólogos de tentar curar a homossexualidade.

O projeto, de autoria do deputado João Campos (PSDB-GO), ganhou fôlego após a nomeação de Marco Feliciano (PSC-SP) à presidência da Comissão.

“O projeto de decreto legislativo em tela nada mais significa que a sustação da norma editada pelo referido Conselho, até que haja apreciação judicial que decida a questão levantada. Seu texto constitui uma defesa da liberdade de exercício da profissão e mesmo da liberdade individual de escolher um profissional para atender a questões que dizem respeito apenas à sua própria vida, sem prejudicar outrem”, disse o André Ferreira.

A proposta da “cura gay” ainda está na Comissão de Direitos Humanos da Câmara. Em março, o presidente da comissão, Marco Feliciano (PSC), indicou o deputado pernambucano, que, assim como ele, é pastor evangélico, para relatar o texto. Agora, o polêmico projeto aguarda para ser votado em plenário. A data deve ser marcada por Feliciano. Caso aprovado, a proposta deve seguir para a Comissão de Seguridade Social e Família e Comissão de Constituição e Justiça.

magno martins

Direitos de domésticas estão nas mãos de Dilma, diz ministro



O ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves, disse hoje (30), ao sair do Palácio da Alvorada, que depende da presidente Dilma Rousseff (PT) a definição, ainda esta tarde, sobre a regulamentação da Emenda Constitucional 72, que igualou os direitos trabalhistas dos empregados domésticos aos das demais categorias. O ministro entrou e saiu rapidamente da residência oficial da presidente que, segundo ele, remarcou a reunião para tratar do assunto para as 15 horas.

Garibaldi disse que faltam poucos pontos a serem discutidos, pois o tema já vinha sendo amadurecido. Ele disse ainda que vários parâmetros estão sendo usados pelo Governo Federal para a decisão final, “mas é no sentido de fazer valer, claro, os direitos que foram acordados”.

Segundo o relator da comissão mista que analisa a matéria, Romero Jucá (PMDB-RR), assim que tiver uma proposta de regulamentação da emenda constitucional, o Governo Federal deverá apresentar o texto ao Congresso. O intuito é chegar a um consenso. “O Palácio do Planalto está fechando uma proposta. Assim que tiver alguma coisa pronta vão me chamar para conversar. O combinado é que a regulamentação seja feita em conjunto com o Congresso”, disse Jucá no Senado, onde ficará durante o dia aguardando o chamado da presidente Dilma.

O relator acrescentou que o Executivo apresentará a sua “visão” sobre a matéria. Segundo ele, o que não estiver em sintonia com a proposta já praticamente consolidada será debatido. O objetivo, acrescentou o senador, é ter uma lei que crie o menor tipo de problema e insegurança jurídica, além de fazer com que as mudanças sejam absorvidas sem muito impacto pelas famílias.

Além do ministro da Previdência, estiveram no Palácio da Alvorada hoje os ministros Manoel Dias (Trabalho e Emprego), Gleisi Hoffmann (Casa Civil), Miriam Belchior (Planejamento) e Eleonora Menicucci (Secretaria de Políticas para as Mulheres).

magno martins

Furibinha ironiza administração Antonio de Roque




Participando do programa “Oposição em Ação” no ultimo sábado, na rádio Polo FM, o ex-vereador Joseilson Alves, o Furibinha, não poupou críticas ao atual prefeito de sua cidade Antonio de Roque.

Segundo Furibinha a cidade atravessa uma administração lamentável e que o prefeito só vem cuidado de tapar os buracos na rua.

“Ele só vem tapando os buracos. A cidade não caminha  na direção do progresso e estamos na luta para conseguir as ações necessárias para melhorar o município, sobretudo, na questão de combate a seca. Nosso grupo está unido e não vamos deixar de fazer uma oposição de cobranças”.

O ex-vereador, apesar de não conseguir sua reeleição, tem enviado solicitações e comparecido aos órgãos competentes em busca de soluções para sua terra.

Fonte: Blog Sulanca News

Morador de São Domingos tenta cometer suicídio após fim de relacionamento



Na noite do último sábado (27), um homem de 31 anos tentou tirar a própria vida após ter sido deixado pela companheira.

Segundo informações de familiares da vítima, Luciano Valberto dos Santos, que reside em São Domingos, distrito do Brejo da Madre de Deus, tentou se matar tomando veneno para ratos.

Ainda de acordo com familiares, a esposa decidiu acabar com o relacionamento por não suportar os constantes atritos e teria ido para a casa dos pais, no Recife.

Luciano, inconformado, decidiu ir a um supermercado, comprou o veneno e ingeriu uma pequena quantidade ainda no estabelecimento. Quando saiu do supermercado, o irmão da vítima viu que ele estava com o veneno nas mãos e já passando mal.


Suspeitando do envenenamento, Luciano foi levado pelo irmão ao Hospital Municipal, onde foram realizados os procedimentos médicos para retirada do veneno. A vítima ficou em observação e foi liberada poucas horas depois.

Fonte: Blog Ney Lima

Dominguinhos sai do CTI, está consciente e fica de pé,diz esposa





"Dominguinhos já fica de pé em um aparelho e consegue produzir alguns sons durante o tratamento com a fonoaudióloga", contou ao Site Purepeople a ex-mulher do sanfoneiro, Guadalupe Mendonça. O músico já saiu do CTI (Centro de Tratamento Intensivo) e está em um quarto do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Sempre ao lado de Dominguinhos, Guadalupe assume que o trabalho diário junto da filha do casal, Liv Moraes, para a recuperação do artista é necessário, mas cansativo.


Otimista e confiante na recuperação do marido, Guadalupe revela que está se preparando para fazer a adaptação de um quarto em seu apartamento de São Paulo para receber o sanfoneiro, assim que ele receber alta. Ela também conta que muitas pessoas que se diziam amigas de Dominguinhos sumiram após as complicações de saúde do músico.


O plano de saúde de Dominguinhos não cobre todos os custos e o tratamento está caro para a família do sanfoneiro, que tem que administrar as economias dele para pagar tudo. "Liv é a tesoureira dele, sempre foi. Ela fica indo para Recife e voltando para administrar tudo, já que não tenho mais energia para agir essas coisas. Quando ele estava em Pernambuco, o governo chegou a ajudar com algum dinheiro, mas aqui não. Somos só nós mesmos".

Agora é oficial: prefeituras farão ato de protesto dia 13 de maio



Em reunião na Amupe nesta segunda-feira (29) os prefeitos pernambucanos decidiram aderir ao ato de protesto que está sendo encabeçado pela CNM para os Municípios do Nordeste em razão das medidas insuficientes para a convivência com a Seca. Neste dia, as prefeituras vão manter apenas os serviços essenciais e devem fechar suas portas em sinal de protesto. A ideia é que os prefeitos venham participar na capital pernambucana de ato na Assembleia Legislativa, onde será entregue um documento mostrando a realidade e as dificuldades enfrentadas pelas prefeituras em atender a população em suas necessidades básicas.

O documento será finalizado em reunião realizada nesta terça (30), em Maceió, com todas as associações de municípios do Nordeste, para que o discurso seja uniforme já que o drama enfrentado é o mesmo. "Não queremos briga com A ou B, nossa defesa é pelos municípios, pois é lá que as pessoas nascem, vivem e morrem, ou seja, todos os problemas passam pela porta do prefeito", declarou José Patriota, presidente da Amupe.

O presidente anunciou ainda a pauta da próxima edição da Marcha à Brasília em Defesa dos Municípios que acontecerá de 8 a 11 de julho. De acordo com estudos da CNM, o prejuízo financeiro dos municípios hoje não se dá apenas pelas constantes quedas do FPM, mas pelo número cada vez maior de atribuições que eles recebem sem a devida compensação financeira , a exemplo dos programas federais.

Patriota informou aos prefeitos que há uma série de matérias a serem votadas no Congresso Nacional que prejudicarão ainda mais os municípios se forem validadas. "Nós entendemos que o problema não diz respeito só ao governo federal, precisamos pressionar os nossos deputados para que votem a favor dos municípios",afirmou o presidente da Amupe e prefeito de Afogados. Para tanto,os gestores estão sendo chamados a participar de uma mobilização prévia a Marcha que acontecerá dia 4 de junho, onde prefeitos de todo o Brasil vão até o Congresso para um ato junto aos parlamentares

PT de Pernambuco à espera do aval para criticar Eduardo Campos




                                                 

Ideia do diretório nacional é esticar ao máximo a corda em relação ao governador

Boa parte dos petistas pernambucanos está muito incomodada com a impossibilidade de rebater a coletânea de críticas feita pelo governador Eduardo Campos (PSB), no programa nacional de TV do seu partido, ao governo da presidente Dilma Rousseff (PT). No entanto, em conversa com o Blog da Folha, dois deles revelaram, em reserva, que estão esperando o aval do comando nacional da legenda para apontar publicamente problemas da gestão capitaneada pelo socialista, que ensaia disputar o Palácio do Planalto no próximo pleito.
A ideia do PT nacional, segundo nos foi contado, é esticar ao máximo a corda em relação ao governador. Os petistas, liderados pelo ex-presidente Lula e pela presidente Dilma Rousseff, por mais que estejam irritados com a postura de Eduardo, vão seguir com o discurso de que o socialista ainda poderá compor a aliança encabeçada pelo PT.

Contudo, as duas fontes adiantam que, enquanto esperam pela definição de Campos, começam a preparar o terreno para questionar alguns dos números do governo do Estado apresentados por Eduardo. A saúde e o seu sistema de gerenciamento seriam os principais alvos do provável futuro ataque petista.


Além do revide direto, alguns integrantes do PT pernambucano também trabalham a possibilidade de tentar colar a pecha de “traidor” no governador. Essa fatia desejaria mostrar detalhadamente a contribuição do governo Federal à gestão de Eduardo levantando o questionamento se algumas das conquistas exibidas pelo socialista seriam possíveis sem a ajuda de Dilma e Lula.

Um pouco disso já foi visto na visita que a presidente fez ao Estado, no mês passado. Ela destacou, na oportunidade, que o “Pernambuco de hoje” só é o que é por conta do apoio político e administrativo destinado pelos governos petistas ao longo dos últimos dez anos. Já naquela oportunidade, alguns socialistas rebateram a declaração, atestando que a capacidade de realização da atual administração pernambucana é que impulsionou esse movimento. Um embate que promete e muito.

Cassados terão de ressarcir gasto com nova eleição

(AE) – Prefeitos que tiveram o registro indeferido ou o mandato cassado por crime eleitoral ou outras irregularidades terão de arcar com o custo das novas eleições. A Justiça Eleitoral, em parceria com a Advocacia-Geral da União (AGU), vai entrar com ações contra os eleitos de 26 cidades em todo o País cujas condutas já levaram à realização de novo pleito este ano. Há ainda novas eleições marcadas para seis municípios. Desde o ano passado, 34 ações de ressarcimento referentes às eleições de 2008 foram ajuizadas objetivando receber dos prefeitos cassados R$ 1,3 milhão de gastos com novas eleições. Outras ações ainda serão propostas, já que, desde 2008, foram realizadas 179 eleições suplementares no Brasil.

No próximo domingo, 6, os eleitores de Meruoca (CE) voltam às urnas para escolher um novo prefeito. As novas eleições em Rodeio Bonito (RS) e São José das Missões (RS), que aconteceriam na mesma data, foram suspensas. No dia 2 de junho, outras cinco cidades, duas delas em São Paulo – Cananeia e General Salgado – realizam novas eleições. As demais são Primavera (PE), Santa Maria da Boa Vista (PE) e Simões (PI). A organização de uma nova eleição é de responsabilidade de cada Tribunal Regional Eleitoral (TRE), mas o repasse de recursos cabe ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O TSE entende que o gasto adicional deve ser debitado na conta de quem o causou, no caso os políticos que deram causa à anulação da eleição. A Justiça Eleitoral convoca um novo pleito sempre que o candidato eleito com mais de 50% dos votos tiver o registro indeferido ou o mandato cassado por conduta vedada pelo Código Eleitoral ou delito previsto na Lei de Inelegibilidades, como compra de votos, abuso de poder econômico ou uso indevido dos meios de comunicação. Esses candidatos perdem os cargos e são convocadas novas eleições.

Em Merouca, o prefeito eleito João Coutinho Aguiar Neto (PT) obteve 58,9% dos votos, mas foi enquadrado na lei da ficha limpa e não pôde assumir. Em 2 de junho, os eleitores de Cananeia, no litoral sul paulista, voltam às urnas porque o candidato mais votado, Adriano César Dias (PSDB), que recebeu 4.117 votos, teve o mandato cassado também com base na lei da ficha limpa. Também haverá nova eleição em General Salgado: eleito em outubro com 4 558 votos, David José Martins Rodrigues (DEM) teve o registro indeferido com base na mesma lei.

Discurso cada vez mais nacional de Eduardo Campos



"Investimento na infraestrutura vai aproximar cada vez mais o Brasil real do Brasil oficial", disse governador de Pernambuco (Foto: Jedson Nobre)

Ele pode até se recusar a “falar sobre 2014 em 2013”, mas todo o discurso de Eduardo Campos (PSB) – possivelmente orientado pelo conjunto de marqueteiros que o cercam – já é nacional e não sai da sua cabeça, levando a crer que ele será mesmo candidato a presidente do Brasil no próximo ano. Nesta segunda-feira (29), o governador de Pernambuco esteve em um evento oficial que marcou a chegada da conexão por fibra óptica às empresas do Porto Digital, no Recife.

Apesar de o acontecimento está sendo realizado no Recife e a grande maioria do público também ser desta região, as palavras do socialista não queriam atingir os poucos mais de 100 convidados que lotaram o auditório do Porto Digital, no 16º andar de um prédio situado no bairro do Recife Antigo. Elas tinham um endereço maior: o Brasil.

Em seu discurso, Eduardo Campos festejou a conquista para a capital pernambucana – que se tornou a primeira cidade do Brasil, depois de São Paulo, a receber uma tecnologia desse porte – mas, cobrou que esse mesmo benefício chegue, também, para as cidades pernambucanas, nordestinas e para todo o país “aproximando cada vez mais o Brasil real do Brasil oficial”. Para bom entendedor, essa frase apenas basta.

Mas, o provável candidato a presidente do Brasil queria mais. Continuou à exposição discorrendo sobre como os gestores públicos devem utilizar dessas tecnologias para melhorar a produtividade da economia brasileira, da saúde e da segurança. “A gente percebe que precisamos trabalhar com uma infraestrutura do século 21, mas ainda discutimos um Brasil com carências na infraestrutura do século 19 e do século 20. Ainda não concluímos a sua construção na realidade brasileira”, prosseguiu o socialista.

O governador de Pernambuco finalizou a sua fala conclamando para o mesmo Brasil que o seu PSB desejou na propaganda eleitoral do PSB da última semana. “Precisamos resgatar o país para um crescimento econômico que inclua, que distribua rendas, oportunidades, que possa cuidar de ser equilibrado. A nossa palavra é de saudação a todos os que vão viver numa velocidade mais rápida”, finalizou, para logo em seguida, em um rápido bate papo com Imprensa, voltar a estratégia que vem sendo utilizada nos últimos meses – de só tratar 2014, em 2014.

Dilma é vaiada por ruralistas durante ato em Campo Grande (MS)



A presidente Dilma Rousseff (PT) foi vaiada duas vezes por produtores rurais durante cerimônia de entrega de 300 ônibus escolares em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, na manhã desta segunda-feira (29). Ao ser anunciada no microfone, a presidente ouviu longas vaias, seguidas de palmas e gritos de "Dilma, Dilma" de apoiadores.

A segunda vaia ocorreu após o prefeito da capital, Alcides Bernal (PP), descrever Dilma como "a melhor presidenta". Antes de discursar, Dilma acenou para o público ao subir ao palco, enquanto era vaiada.

Os produtores rurais protestam contra demarcações de terras indígenas no Estado. Eles afirmam que cerca de 800 ruralistas estão presentes à cerimônia, que ocorre no Hipódromo de Campo Grande.

Além de entregar os ônibus do programa Caminho da Escola, Dilma recebeu o título de cidadã sul-mato-grossense.