domingo, 25 de agosto de 2013

Planalto aliviado com recuperação de Dilma no Ibope




Palácio do Planalto recebeu com alívio a pesquisa Ibope publicada pelo jornal O Estado de São Paulo que mostra que a presidente Dilma Rousseff recuperou parte da aprovação perdida após a onda de protestos que tomou conta do país em junho. A constatação é que o fundo do poço já foi superado. Mesmo assim, a avaliação realista é que Dilma não irá recuperar os patamares acima de 60% de aprovação que tinha antes das manifestações que tomaram as ruas do Brasil.

A estratégia da cúpula do governo é que Dilma possa subir um pouco mais até o final do ano para abafar os movimentos dentro da base e do próprio PT pelo “Volta, Lula”. O número que mais chamou atenção no núcleo palaciano foi o crescimento no Sudeste. Em menos de um mês, Dilma esteve cinco vezes só em São Paulo. Um sinal de que a estratégia do governo surtiu efeito.

Outro fator que contribuiu para o resultado do Ibope foi a diminuição das manifestações de ruas. Indicadores econômicos também ajudaram na pequena melhora da popularidade. Mesmo assim, aliados ouvidos pelo Blog reconhecem que o cenário político mudou. E que agora Dilma saiu definitivamente da zona de conforto de ser a candidata favorita à eleição presidencial do próximo ano.

DO BLOG DE CAMAROTTI

Incompetência e corrupção roubam R$ 1 trilhão por ano do Brasil


 

Todos os anos, cerca de R$ 1 trilhão, o equivalente ao Produto Interno Bruto (PIB) da Argentina, é desperdiçado no Brasil. Quase nada está imune à perda. Uma lista sem fim de problemas tem levado esses recursos e muito mais. De cada R$ 100 produzidos, quase R$ 25 somem em meio à ineficiência do Estado e do setor privado, a falhas de logística e de infraestrutura, ao excesso de burocracia, ao descaso, à corrupção e à falta de planejamento.

Além de dinheiro, que poderia ser investido em educação, saúde e transporte público, escorre pelo ralo muitas outras oportunidades. O Brasil deixou passar a bonança externa — entre 2003 e 2008, o mundo viveu a sua era de ouro, puxado pelo supercrescimento chinês — sem fazer as reformas estruturais necessárias à economia. Agora, se vê sem capacidade de colher os frutos do bônus demográfico, período único em que as nações usam a sua força de trabalho para se tornarem ricas. De farto e próspero, o país ganha cada vez mais a cara do desperdício.

Não à toa, o Brasil está tomando uma sova de desconfiança. O real, que ostentou, por anos, o status de moeda forte, é hoje a divisa no mundo que mais perde valor ante o dólar. Para piorar, o crescimento médio anual do PIB, de 1,8%, é o menor em 20 anos. A inflação se mantém sistematicamente próxima ao teto da meta, de 6,5%. Os investimentos produtivos minguam e a confiança das famílias está no chão. Mais uma vez, o futuro que nos parecia tão perto toma feições de miragem. (Correio Braziliense)

Boa pate foi cumprida.

   Nesta sexta feira que se passou foi cumprida uma boa parte do que foi prometido aos alunos do Taekwondo  os vereadores Zuza do jacu, Firoca Chico de Irineu Vanessa e zito lopes ajudaram os alunos a quita o aluguel do espaço onde ta sendo usado para pratica do esporte os demais vereadores que não foi citado aqui ate o momento não cumprio com sua palavra.