sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Menores são encaminhados á delegacia com drogas em escola na Capital da Moda


Na quinta-feira (09), policiais foram informados que na escola Professora Lucinalva Santos Aragão de Souza localizada na Avenida Teofanes Ferraz Torres Filho no bairro da Palestina, dois menores estariam fazendo uso de drogas na quadra da referida escola.

Chegando ao local, foi constatado a veracidade onde o policiamento apreendeu em poder dos infratores uma pequena quantidade de maconha e uma carcaça de arma de fogo do tipo: “bacamarte”.

Os menores e o material foram apreendidos e conduzidos até a delegacia de Santa Cruz do Capibaribe.

Ney Lima.


Jataúba tem Casa Frios Araújo

Em nota, Marília critica posicionamento do PSB



(Foto: Reprodução/Facebook)
Um dia depois de o PSB declarar apoio ao candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, a vereadora do Recife Marília Arraes (PSB) confrontou, mais uma vez, as decisões do partido. Em uma nota publicada em seu perfil no Facebook, nesta quinta-feira (9), a socialista disse que a legenda fez uma manobra que “coloca o pragmatismo acima da ideologia e visa apenas a busca do poder pelo poder”.

A socialista questiona o motivo pelo qual o partido ter se aliado a uma sigla de direita que, segundo ela, sempre foi combatida pelo PSB e que não representa os ideais progressistas e socialistas.

Marília Arraes também cita os correligionários Luiza Erundina, Roberto Amaral e João Capiberibe, que votaram pela neutralidade e pelo apoio ao PT no segundo turno. Ela ainda reafirma empenho na reeleição de Dilma Rousseff (PT) ao Palácio do Planalto.

Confira, abaixo, a nota na íntegra:

Será que querem transformar o “S” do PSB em apenas uma letra?

O partido decidiu apoiar o candidato Aécio Neves para o segundo turno das eleições presidenciais em uma manobra que, ao meu ver, coloca o pragmatismo acima da ideologia e visa apenas à busca do poder pelo poder. Não vejo outra explicação para o fato de a legenda (infelizmente, tenho que chamar assim) aliar-se a um partido de direita, que sempre combatemos e que não representa em nada os nossos ideais progressistas e socialistas. Como é possível ignorar todos os avanços sociais do projeto político conduzido por Lula e por Dilma? Questiono ainda como um partido de esquerda que teve dentre seus quadros grandes líderes políticos do Brasil, por exemplo, Houaiss, Mangabeira e Arraes, pode se unir a uma legenda ligada aos interesses dos mais conservadores, da parcela mais privilegiada de nossa população? Ao meu ver, o PSB está perdendo o rumo e enterrando os seus princípios. Escutei Miguel Arraes se referir, algumas vezes, a situações parecidas como “caminho da perdição”.

Assim como Erundina, Capiberibe, Roberto Amaral e outros companheiros, não concordo com o posicionamento do PSB.

Tudo isso, só me faz ter a certeza de que, com meus posicionamentos, me mantive do lado em que sempre estive.

Mantenho o meu empenho na reeleição de Dilma Rousseff.

Blog da Folha. 




O point da Juventude Jataubense

A Rede rachou

 

O entusiasmo de Walter Feldman e de João Pedro Capobianco, coordenadores da campanha de Marina, na defesa de que ela apoie Aécio contrasta com a rejeição de Pedro Ivo, de Brasília, outro integrante da Rede, à ideia. Ele coordenou o núcleo de articulação e mobilização da campanha. Outro foco de resistência está na Rede do Rio. A avaliação é de Mônica Bergamo, hoje na Folha de SPaulo. Ela completa:

''Muitas das propostas apresentadas por Marina a Aécio --como a redução da maioridade e a demarcação de terras indígenas-- já são hoje patrocinadas pelo PT no Congresso. "Mas, na campanha, ela terminou de romper todos os vínculos com o partido, inclusive os emocionais", segue o interlocutor.''

Escrito por Magno Martins


Vai viajar Ligue (81) 8152-9895 ou 8907-7056