domingo, 7 de julho de 2013

Menosprezo Leva Anderson Silva a Lona.




Anderson Silva abusou da provocação. Tirou onda ao longo do todo o 1° round e pagou caro pela brincadeira. Acabou nocauteado com um gancho certeiro de Chris Weidman (focado e frio diante das insinuações do oponente) que colocou o brasileiro para ‘dormir’ no início do 2° round.
A vitória chocou o mundo do MMA pois, até então, Spider vinha de 16 vitórias em 16 lutas. Uma cena incrível que já entrou para a história do esporte.
Aos 29 anos, e com 10 lutas (e 10 vitórias) no currículo, Chris Weidman conquista o cinturão dos pesos médios e aumenta a hegemonia dos Estados Unidos no esporte.
A LUTA
Weidman foi melhor do começo ao fim do combate. Nos primeiros minutos, conseguiu o que tanto queria: colocar Anderson Silva pra baixo. No solo, ficou sempre por cima e tentava encontrar a melhor posição para encaixar os golpes. Por pouco, não finalizou o brasileiro, com uma chave de tornozelo. Spider escapou.
Antes da volta para o 2° round, Anderson Silva continuava fazendo gestos para Weidman, pedindo que ele ‘viesse pra cima’. E ele foi. Na luta em pé, soube aproveitar bem a guarda baixa de Anderson (posição que o deixou totalmente vulnerável) e conectou um gancho que deixou o brasileiro desacordado por alguns segundos. O americano ainda deu um golpe de misericórdia para selar a vitória por nocaute, cumprindo a risca uma frase que cansou de falar em suas entrevista: vou chocar o mundo e sair do octógono como campeão. Dito e feito.

Volta por cima e uma vitoria esmagadora em Brejo da Madre de Deus.



  Neste dia 7 de julho aconteceu as eleições complementares de Brejo da Madre de Deus onde Roberto Asfora enfrentou Hilario Paulo onde saio vencedor Roberto Asfora com uma vitorias esmagara sobre seu opositor. Com uma diferença de 2.529 votos.

Resultado final dos votos de Brejo da Madre de Deus

Roberto Asfora teve = 12.835

Hilario Paulo teve = 10.306

Médicos estrangeiros chegam em Agosto no Brasil




Médicos estrangeiros recrutados no programa que o Ministério da Saúde lançou na segunda-feira (1º) começam a trabalhar em setembro nos municípios brasileiros. Documento preliminar ao qual a reportagem teve acesso mostra que os profissionais selecionados no edital de chamamento deverão desembarcar no País em Agosto e, dias depois, serão encaminhados para o processo de capacitação, com duração prevista de três semanas.

O projeto prevê que, na primeira etapa de agosto, serão convocados profissionais procedentes da Espanha e de Portugal. Na segunda fase, programada para outubro, começam a chegar profissionais procedentes de Cuba. Na terceira fase, inicialmente prevista para novembro, viriam médicos de outros países.

A estimativa é de que, neste ano, cheguem 4.000 profissionais estrangeiros para trabalhar nos serviços públicos de saúde municipais.

Em três anos, o governo prevê que 10 mil médicos formados no exterior cheguem ao País.

Protesto dos médicos

Na última quarta-feira (3), médicos, residentes e estudantes de medicina paralisaram as atividades em todo o País com o objetivo de mobilizar e chamar a atenção da população para a importação de médicos estrangeiros — de Cuba e outros países — sem a revalidação de diploma, o baixo investimento na saúde pública e incentivo na carreira.

Segundo o vice-presidente do CFM (Conselho Federal de Medicina), Emmanuel Fortes, a principal reivindicação dos profissionais é que o governo federal “respeite as regras” para se trazer os médicos estrangeiros. O governo quer trazer ao Brasil já neste ano profissionais cubanos para atuarem na rede pública de saúde. A medida faz parte do Pacto da Saúde.

— É necessário avaliar a capacidade deles, não só por respeito às regras que nós mesmos escrevemos, como também pela segurança da população. Além disso, há outras demandas. A falta de infraestrutura na saúde está no inconsciente do povo. Foi essa a reivindicação que esteve presente na grande maioria dos protestos. Faz sentido o que o povo está reclamando. A questão não é a falta de médico, mas a falta de infraestrutura e remuneração dos serviços.

"Importação de médicos"

O edital de chamamento de médicos dará prioridade aos médicos brasileiros, mas as vagas que não forem ocupadas serão destinadas a médicos de outros países, de acordo com o governo federal. A medida faz parte do Pacto da Saúde, assinado entre a presidente, Dilma Rousseff, e governadores na segunda-feira (24). Para Alexandre Padilha, a medida é a mais acertada, no momento, para atender à carência de médicos.


Blog Merece Destaque