quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Wilson Damázio vem a Santa Cruz e fala sobre “insegurança pública”



Após o homicídio cometido na manhã da última terça-feira (12) contra o jovem Ewerton Lima, de apenas 18 anos, o prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB) entrou em contato com o governador Eduardo Campos (PSB) e pediu do mesmo, medidas urgentes, que possam conter a onda de violência que a cidade enfrenta.

Na tarde desta quarta (13) o secretário estadual de Defesa Social, Wilson Damázio, veio a Capital das Confecções. Para ele, apesar da sensação de insegurança que tomou conta do município, tudo está sob controle. “Na verdade o episódio de segunda-feira (assassinato de Ewerton) foi um caso isolado. Só para ter uma ideia, nós estamos no dia 13 e, este foi o primeiro homicídio do mês”, disse ele, que completou, “dentro do que é preconizado pelo “Pacto pela Vida”, os números da segurança estão dentro da meta”.


O secretário se mostrou satisfeito com o trabalho desempenhado pelo comandante do 24º BPM, Major Welington. “O dever de casa tem sido feito. O novo comandante do batalhão tá fazendo seu serviço e a cidade está bem servida, não só de viaturas, mas também de policiais de todas as ordens, como exemplo do GATI, ROCAM, e patrulhas dos bairros”.

Sobre uma possível troca de comando do 24° BPM, o secretário foi taxativo. “De forma alguma. O 24ºDPM está com um comando novo e comprometido. Alguns policiais estranharam a forma de trabalho do comandante Wellington, mas este é um comandante que veio para Santa Cruz com a determinação do secretário de Defesa Social e do comandante geral da PM com o intuito de aumentar a operacionalidade do batalhão”.

Damázio falou sobre o crime de morte que vitimou Ewerton Lima. O secretário disse que o fato da família do jovem ter reagido à ação dos bandidos pode ter desencadeado a tragédia. “Me parece que houve uma reação no caso específico do jovem que foi assassinado. Pedimos a população para nesses momentos todos ‘’esfriem a cabeça’’ e não reajam, pois os bandidos não têm coração”.

A prisão dos assassinos – coincidência ou não, poucas horas depois do secretário deixar a cidade de Santa Cruz do Capibaribe a Polícia colocou as mãos em dois acusados de terem cometido o crime.


Os irmãos Alan e Alexandre Xavier (foto) são acusados de terem assassinado Ewerton Lima e de terem baleado o pai do jovem, Cleison Batista, de 40 anos.

Cleison Batista reconheceu os acusados, ambos com antecedentes criminais, que negaram inicialmente a autoria do crime, que chocou toda a cidade e que permanecerá vivo na mente das famílias santa-cruzenses.

Postado por G2 Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário