sábado, 27 de setembro de 2014

Debate: só propostas, sem ataques pessoais

 

(Foto: Alex Ribeiro/Blog da Folha)

O confronto entre os candidatos ao governo do Estado promovido na noite de ontem pela TV Clube/Record começou com os três principais postulantes Armando Monteiro (PTB), Paulo Câmara (PSB) e Zé Gomes (PSol) se atendo a debater propostas e evitando ataques pessoais. Os três fizeram perguntas entre si sobre seis temas pré-estabelecidos (educação, saúde, meio ambiente, segurança, habitação e moblidade). Mesmo sem as trocas de acusações, Paulo acabou sendo o alvo preferido, já que tanto Zé Gomes quanto Armando tentaram identificar falhas da gestão Eduardo Campos.

O primeiro a perguntar foi Zé Gomes, que questionou Paulo sobre as dificuldades enfrentadas pelos dois milhões de usuários do transporte público no Grande Recife. O socialista enfatizou que, caso eleito, irá ampliar o BRT, concluir a construção de novos corredores e implantar em 2015 a tarifa única para os usuários com valor de R$ 2,15. Zé Gomes rebateu, dizendo que BRT é um equipamento que já nasce atrasado, pois não integra o transporte da forma devida. 

A primeira pergunta de Paulo foi direcionada a Armando. O socialista questionou se ele desmancharia o Pacto pela Vida, já que vem fazendo críticas ao programa. O petebista voltou a afirmar que quer “repactuar o Pacto” e que o governo precisa dar atenção a outros crimes, como sequestro-relâmpagos, roubos e furtos. Armando também destacou que o nível de homicídios no estado ainda é alto, chegando a 37 por 100 mil habitantes.

Pelo sorteio, Câmara teve a oportunidade de fazer uma segunda pergunta a Armando. Questionou o candidato sobre o que achava da proposta do PSB para sanear a Região Metropolitana nos próximos dez anos. “A PPP foi desenhada, mas não podemos avaliar os resultados ainda. Tudo depende da capacidade de investimentos da Compesa. Mesmo assim, ainda teremos um déficit imenso em Pernambuco”, disse petebista.

Do Diario de Pernanbuco


Vereador que apoia este trabalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário