quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Crise, crise, crise e mais crise


“O ano de 2015 vem chegando ao final e deveria ser um ano para ser esquecido, deveria, mas ao contrário ele deve ser lembrado, lembrado nas próximas eleições, temos que se lembrar de todos estes políticos que transformaram Brasília em uma”. Casa de mãe Joana”, onde a troca de favores que sustenta o poder e nessa troca de apoio por vantagem nosso país se afunda e o povo se atola mais a cada dia. 

Se as coisas já estão ruins política e economicamente vem essa tragédia ambiental da Samarco, todo uma fauna e flora devastada, milhões de pessoas afetadas do local da tragédia até a Foz do Rio Doce, imaginem tudo que foi perdido tanto ambientalmente quanto socialmente, e em meio a tudo isso nosso governo patina, a Presidenta lança um decreto que transforma negligência em tragédia, a Ministra do Meio Ambiente mal se pronuncia, financeiramente dizem que vão criar um fundo para ressarcimento das vítimas. 

Mas será que a morte, a destruição de sonhos, a destruição de lares, a destruição de um rio tem preço? No nosso amado nordeste não bastando a seca que assola há mais de 4 anos, vem essa epidemia que não perdoa ninguém, o combate ao vetor é responsabilidade da população, mas como sabemos se faz de cega e surda depois de anos e anos de campanhas para combater o Aedes Aegypti, o mesmo pode se dizer da administração pública, que muitas vezes esquece do saneamento básico, principalmente no tratamento dos efluentes (esgotos) acham que a captação já é suficiente, se esquecem de literalmente tratar a merda que captam, ai constroem Postos de Saúde para tratar das doenças causadas pela falta de saneamento, fora quando falta verba para comprar o veneno e por ai vai, cada gestor fala que faz o que pode, mas na verdade fazem o que lhe dá mais ibope. 

Tenho visto diversas manifestações a cada etapa concluída da transposição do Rio São Francisco, sobre esse assunto só tenho a dizer duas coisinhas, pela importância o cronograma do projeto, mas ainda tenho fé que um dia ela seja concluída, só vale lembrar que o Velho Chico está meio doente precisando de atenção, onde já se viu anêmico doar sangue, na nascente vários córregos estão secando, seus principais tributários já não conseguem abastecer o Velho Chico, em vistas as barragens de Sobradinho e Três Marias com níveis quase críticos, em resumo se essa estiagem se alastrar de que irá servir esta transposição, para acumular terra nos canais. 

Um grande amigo fala que a crise é mundial, até concordo com ele, mas temos que convir que quando algo está sendo mal administrando a crise só tende a piorar, não adianta ficar debatendo que aquele político é bom, que o outro é corrupto, na verdade são todos ruins que poderiam fazer muito mais pelo povo, mas podem ter certeza o pouco que fazem é porque levam alguma vantagem, com raras exceções e mais uma vez digo, CABE A NÓS, ELEITORES, ESTIRPAR ESSES DITOS NOSSOS REPRESENTANTES, TEMOS QUE DAR UM BASTA E ASSUMIR O CAMANDO DA POLÍTICA DE NOSSO PAÍS, CHEGA DE SER MARIONETE DE SAFADOS, CHEGA DE PAGAR PELA INCOMPÊNCIA DESSES VULGOS REPRESENTANTES QUE DIA APÓS DIA ENRIQUECEM AS CUSTA DO POVO.


Colunista Marcelo de O. Neto



Aqui seu corpo sempre está em forma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário