terça-feira, 29 de março de 2016

Vereador Chico de Irineu dispara "Mamão também tem que ver nosso lado"



O vereador e pré-candidato a prefeito de Jataúba, Chico de Irineu (PT), em entrevista concedida ao Blog Agreste Notícia falou sobre o seu projeto em disputar a próxima eleição municipal na Terra da cueca e da calcinha.

“A gente está preiteando essa pré-candidatura juntamente com o companheiro Furibinha, onde já é casamente fechado, se der certo para um vai dar para o outro. Teremos uma conversa com o senador Humberto Costa e vamos ver os ajustes que em breve serão anunciados junto com nossa pré-candidatura”, enfatizou.

Perguntado se seria irreversível sua divisão com o também pré-candidato Mamão (PTB), que integra a oposição ao governo do prefeito Antônio de Roque (PMDB), o vereador Chico disse que para tudo na vida tem o diálogo.
“Pra tudo na vida tem o diálogo, mas a questão é que, eu tenho que entender a minha posição e o companheiro Mamão tem que entender a nossa posição, pois só existe união quando tem diálogo e que cada um veja suas condições de disputar as eleições”, ressaltou afirmando que está aberto para o diálogo. Chico de Irineu reforçou que se não houver união, será candidato a prefeito tendo como candidato a vice-prefeito o ex-vereador Furibinha (PT). 

Questionado se a oposição sair com duas candidaturas pra prefeito, se não beneficiaria a reeleição do prefeito Antônio de Roque. O Petista considerou que não.

“A gente tem que saber que cada eleição é uma história, não existe prefeito eleito sem o povo votar. Essa questão que fulano vai ganhar porque tem a maioria, eu vejo que hoje em Jataúba, o prefeito Antônio de Roque com vários recursos aplicados, os deputados do lado dele, governador, mas eu existe insatisfação na população, pois ele deveria ter no mínimo 70% de aprovação e tem só 57% que com uma margem de erro caí pra 54%”,pontuou. 

O Vereador disse que não será difícil vencer o prefeito de Jataúba, pois segundo ele, o povo está cansado de pessoas que fazem política de clientelismo e que esperam eleger homens sérios para governar o município.

Sobre a possibilidade de em nome da unificação da oposição, entrar em um acordo com Mamãopara prefeito e Chico de Irineu para vice, ou visse e versa, o entrevistado foi enfático:

“A gente abre o diálogo para conversar, agora Mamão também tem que ver o nosso lado e não somente a gente ver o lado dele. Pode acontecer sim, mas a gente firma o compromisso e vamos à luta, pois temos que saber que a política se faz com seriedade e respeito, qualquer cidadão que vota também tem o direito de ser votado, acho que ninguém atrapalha ninguém e cada um é merecedor da sua luta e de seu trabalho”. 

A melhor forma de se chegar a um consenso, segundo Chico de Irineu, seria Mamão entender que o nome dele foi colocado três vezes a disposição da população que não o aceitou e não seria dessa vez que o povo aceitaria.

“Segundo os comentários nas ruas e a gente ver a situação da rejeição de Mamão, ela é uma situação de que quando o candidato tem uma grande rejeição, ele pode ter sim uma pontuação e intensão de votos pequena, mas uma rejeição de mais, é complicado você reverter uma situação de rejeição acima do permitido”, concluiu.

Ouça a entrevista:

       

Do: Blog Agreste Notícia



Nenhum comentário:

Postar um comentário