sexta-feira, 23 de março de 2018

“Tá faltando liderança no grupo”, declara Ronaldo Pacas


Em participação no programa institucional do deputado estadual Diogo Moraes (PSB) nessa sexta-feira (23), o vereador Ronaldo Pacas (PR) voltou a subir o tom, em relação ao prefeito Edson Vieira (PSDB) e a líder do governo municipal, Jéssyca Cavalcanti (PTC). Ele disse que falta o prefeito Edson Vieira ‘bater na mesa’ e direcionar alguns caminhos.

Entre suas críticas, Ronaldo considerou que Jéssyca teria desrespeitado o vice-prefeito Dida de Nan (PSB), duvidando que ele apoiaria Edson Vieira, numa disputa eleitoral para Câmara Federal.

A polêmica surgiu após entrevista de Jéssyca ao ‘Programa Estúdio 1’, da Rádio Polo FM, em que ela declarou o seguinte.

“Na hora que o prefeito assinasse a renúncia, em 6 de abril, o deputado Diogo Moraes ia colocar Dida de Nan no carro dele, levar para o palácio e as portas estariam abertas. Sabe quantas vezes esse povo ia pedir voto ou fazer dobradinha com o prefeito? Nenhuma. Por que já existe compromissos internos com João Campos, prioridade absoluta do governo”.

Sobre a declaração, Ronaldo respondeu.

“Eu dizia e digo: É preciso respeitar as pessoas. Dida é verdadeiro, aguerrido e não merecia ser tratado dessa maneira. Dida ia aceitar trair tão facilmente? Eu garanto que não”.

A vereadora nega que tenha duvidado de Dida. Sua crítica seria direcionada, exclusivamente, para Diogo Moraes e o governo do estado.
Durante o mesmo programa, o vereador ainda disse que Jéssyca seria a ‘única com espaço em programa de rádio da prefeitura’, não tendo espaço para os demais parlamentares.

Por fim, Ronaldo ratificou, por várias vezes, que ‘é grupo’ ‘defende o governo municipal’ e lembrou que, atualmente, existe apenas três ‘seguidores de Padre Zuzinha’, fazendo referência aos tradicionais bocas-pretas: Além dele, Dida de Nan e Zé Minhoca (PSDB).

Blog do Ney Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário