sábado, 4 de maio de 2013

Eduardo, 'governador arretado', diz Coelho no Agreste


Foto: Arthur Mota

Com informações de Jumariana Oliveira - Folha de Pernambuco

Durante seu discurso ontem em Garanhuns, o ministro Fernando Bezerra Coelho fez vários afagos ao governdor Eduardo Campos, chegando a dizer que ele é um “governador arretado”. Ao contrário dos últimos atos que realizaram juntos, o governador e o ministro demonstraram afinidade, ao discursar para a população do Agreste.

“É sempre muito bom visitar Pernambuco e rever esse governador que é um arretado para o trabalho. Se tem uma coisa que Eduardo Campos vai legar à história política de Pernambuco, não vai ser sua obra de pedra e cal, vai ser sua determinação pessoal, vai ser sua obstinação pelo trabalho. Não tem nos anais de Pernambuco um governador que tenha se dedicado tanto ao trabalho”, disse o Bezerra Coelho, acrescentando que Eduardo não mede dia, nem hora e nem distância.

Depois de várias críticas ao Governo Federal nos últimos meses, o governador adotou um tom conciliador. Ontem, diferente dos últimos atos, onde Eduardo costumava citar falhas do Governo Dilma Rousseff, o socialista preferiu dizer que o interesse da população está acima de brigas políticas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário