segunda-feira, 24 de junho de 2013

Eduardo consolida discurso: vai atacar Dilma


 

O novo cenário de insatisfação geral, de crise econômica e de queda na popularidade do governo Dilma Rousseff mudou o rumo das pré-campanhas de seus prováveis adversários políticos na eleição presidencial do ano que vem. Os principais opositores à petista já estão adaptando suas estratégias para aproveitar o desgaste sofrido pela presidente. O pré-candidato do PSB, governador de Pernambuco Eduardo Campos, deve redirecionar sua fala nas próximas aparições, segundo dirigentes do partido, permitindo-se criticar a aliada.

A expectativa é de que ele abandone o discurso expressado em seu último programa partidário, de que o País vai bem, mas que “pode mais”, e seja mais direto nos ataques ao PT.

O primeiro-secretário do PSB, Carlos Siqueira, considera o slogan um erro porque “o Brasil nunca esteve bem nesses dez anos de governo petista”. O PSB pretende ainda abordar a pauta da “reforma urbana”, abrangendo mais investimentos em transportes públicos.
(Informações de O Estado de S.Paulo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário