quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Coluna da quarta-feira

       PSB fala grosso
O deputado Júlio Delgado (PSB-MG) teve 165 votos na disputa pela Presidência da Câmara dos Deputados enfrentando o candidato oficial do Governo, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), eleito em primeiro turno com 271 votos.
Votação inexpressiva? De forma alguma! Pelo contrario. Foi uma votação e tanto! Delgado é filiado ao partido do governador Eduardo Campos, que garante não ter se envolvido diretamente na campanha do aliado.
Se Eduardo pediu votos ou não, a esta altura não importa. O que importa de fato é que o PSB mostrou força e que a partir de agora ganhou a respeitabilidade nacional.
O partido, presidido nacionalmente pelo governador pernambucano, tem apenas 27 deputados e Delgado teve 140 votos a mais. Força e prestígio dele? Não creio, até porque o deputado mineiro não tem lá tamanho trânsito nacional e está longe de encarnar a melhor alternativa para presidir a Casa.
Faltam a ele envergadura, experiência e outros predicados. A leitura mais correta é que os 165 votos são uma sinalização da força e do prestígio do governador, que se tivesse se debruçado na campanha com a valentia que costuma exibir diante de grandes desafios, certamente teria provocado um segundo turno na eleição da Câmara.
Empurrado pelo governo, a máquina e o trabalho silencioso do ex-presidente Lula, Henrique teve uma votação baixa. Os prognósticos dos seus aliados chegavam a 350 votos, mas ele só obteve 271, sem adversários competitivos, sem uma disputa ardorosa.
NA MOSCA– Na coluna de ontem comentei que o vice-prefeito de Jaboatão, Heraldo Selva (PSB), seria obrigado a renunciar, caso tivesse que optar pela presidência da (URB). No final da tarde chega à informação de que renunciou, sim, mas ao convite do prefeito Geraldo Júlio, preservando o cargo para o qual foi eleito em Jaboatão. Selva recuou depois que o MP alertou a Câmara para não aprovar sua licença do cargo.
O cano de Araripina! - A Prefeitura de Araripina deu um cano no locador da casa onde funciona a base de apoio dos estudantes daquele município no Recife, na Rua Arquimedes de Oliveira, 204, em Santo Amaro. O papagaio é de R$ 31,5 mil e os estudantes perderam o sono, temendo despejo.

Jogou pesado - O prefeito Geraldo Júlio decidiu enfrentar as resistências dos seus aliados na Câmara Municipal ao decidir pela redução em 40% dos servidores à disposição daquela Casa. Entrevistado, ontem, pela Rádio Folha, o presidente da Câmara, Vicente André Gomes, lamentou a decisão e sugeriu que a falta de pessoal qualificado da PCR na Câmara pode paralisar os trabalhos legislativos.
Nome aos bois - Na carta em que jogou a toalha, ontem, renunciando à presidência da URB, o vice-prefeito de Jaboatão, Heraldo Selva (PSB), fez um duro desabafo em cima do MP. Sugeriu que um dos seus representantes tenta conquistar notoriedade a qualquer preço, mas não deu nome aos bois. O promotor que orientou a Câmara a não aprovar a sua licença atende pelo nome de Antônio Fernandes de Oliveira.
Visão de Lula - Deu, ontem, no jornal O Globo: “Na cabeça do ex-presidente Lula, a eleição de 2014 está resolvida: o governador Eduardo Campos (PSB) será vice da presidente Dilma e o atual vice, Michel Temer (PMDB-SP), concorrerá a governador de São Paulo. Lula tem dito a amigos que a polarização PT-PSDB se esgotou e que é hora de seu partido entregar a cabeça de chapa no maior Estado do País”.


CURTAS
COM BIU– O vereador Gilvan da Malhadinha, da bancada do PSD na Câmara de Cumaru, no Agreste, disse, ontem, que está fechado com a candidatura do presidente da UVP, Biu Farias (PSB), que disputa à reeleição. “Estou trabalhando para ele em outros municípios, como Passira, Salgadinho e Riacho das Almas”, observou.
MAIS UM – Biu Farias queria disputar numa chapa consensual mais um mandato na UVP, mas dificilmente conseguirá. Hoje, deve ser anunciada a candidatura do vereador Gilvan Pantaleão, do PSL de Chã Grande, com o apoio de três partidos – PRB, PTdoB e PSL. A eleição será no dia 22 de março.
Perguntar não ofende: Eduardo aceita ser vice de Dilma?
"Vomitarás o bocado que comeste, e perderás as tuas suaves palavras". (Provérbios 23:8)

Nenhum comentário:

Postar um comentário