quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Sport vence Náutico e abre vantagem


Leão se mostrou mais ofensivo e abriu o placar logo no início do jogo

A contusão inesperada de Marcos Aurélio havia deixado a torcida rubro-negra um tanto desconfiada para o primeiro Clássico dos Clássicos que vale vaga na fase internacional da Copa Sul-Americana. O Leão, no entanto, mostrou que não sentiu falta do seu principal jogador para vencer o Náutico por 2x0, na Ilha do Retiro, placar que foi construído na primeira etapa da partida. Felipe Azevedo, aos quatro minutos, e Patric, marcaram para o time leonino, que conseguiu uma boa vantagem para o jogo da volta, na Arena Pernambuco, quando poderá perder por até dois gols de diferença.

Jedson Nobre/Folha de Pernambuco
Felipe Azevedo marcou para o Sport, aos 4 minutos
Foi só Sandro Meira Ricci apitar o início do jogo para o Sport mostrar que não estava ali pra brincadeira. A forma como o Leão iniciou o jogo surpreendeu. Em apenas dois minutos, o meia Camilo cruzou da direita e Roger cabeceou com perigo, da pequena área, obrigando Ricardo Berna a fazer a sua primeira boa defesa na partida. Empurrados pela torcida, os rubro-negros contaram com a sorte para abrir o placar, logo aos quatro minutos. Em novo cruzamento da direita, a bola acabou sobrando caprichosamente para Felipe Azevedo, que acreditou no lance, fazer 1x0.
Após o gol, o Náutico até conseguia subir ao ataque com relativa facilidade, quando os leoninos pareciam ter relaxado um pouco na partida. Mas as finalizações imprecisas de Maikon Leite e Rogério acabavam com todo o trabalho dos meias e volantes alvirrubros na armação das jogadas. Neste quesito, o destaque foi para o sempre "lúcido" Martinez. Com mais volume de jogo, o Leão voltou a assustar Berna num chute forte de Roger, de dentro da área, e numa cobrança de falta do próprio camisa nove. Ele, inclusive, foi um dos grandes destaques dos donos da casa na primeira etapa da partida.
Do lado alvirrubro, deram trabalho à Magrão o meia Tiago Real e o volante Elicarlos, ambos em chutes de fora da área. Uma mostra de que a linha de quatro homens na defesa criada por Martelotte deu certo. Dono das ações no jogo, o Sport já merecia estar vencendo com um placar mais elástico. O que acotenceu nos últimos minutos da primeira etapa, quando Roger deu uma virada de jogo espetacular e encontrou Patric dentro da área, que bateu no canto esquerdo de Berna e fez 2x0.
A vantagem no placar fez o Leão apostar nos contra-ataques no segundo tempo da partida. Já o Náutico, logicamente, passou a se arriscar mais. Porém, só conseguia assustar a meta rubro-negra nos cruzamentos de bola parada. O técnico Jorginho ainda sacou os improdutivos Maikon Leite e Rogério, para as entradas de Peña e Olivera. Mas pouca coisa mudou e o primeiro chute alvirrubro no segundo tempo da partida aconteceu quando o relógio já passava dos 30 minutos, com Peña, de fora da área.
Ficha da partida:
Sport: Magrão; Patric, Tobi, Gabriel e Pery; Anderson Pedra (Renan Teixeira), Rithely, Camilo (Chumacero) e Lucas Lima; Roger (Diego Maurício) e Felipe Azevedo. Técnico: Marcelo Martelotte

Náutico: Ricardo Berna; Auremir, Jean Rolt, João Filipe e Eltinho; Derley, Elicarlos, Martinez e Tiago Real (Peña); Maikon Leite (Hugo) e Rogério (Olivera). Técnico: Jorginho

Local: Ilha do Retiro
Árbitro: Sandro Meira Ricci (PE)
Assistentes: Alessandro Rocha (Fifa-BA) e Emerson Carvalho (Fifa-SP)
Gols: Felipe Azevedo (aos 4 do 1º T), Patric (aos 42 do 1º T)
Cartões amarelos: Patric, Rithely e Renan Teixeira (S) Rogério, Auremir, Derley e Elicarlos (N)
Renda: R$ 348.500,00
Público: 16.125

Nenhum comentário:

Postar um comentário