quinta-feira, 8 de maio de 2014

Câmara discute reajuste do mínimo acima da inflação



A Câmara dos Deputados aprovou ontem (6) regime de urgência para a votação do projeto de lei que determina o aumento do salário mínimo acima da inflação até 2019. Apresentado pelos deputados Paulinho da Força (SDD) e Fernando Francischini (SDD), o texto teve seu requerimento de urgência apoiado ainda por líderes do PP, PSD, PMDB, PDT, PSB, PTB, PSC, PCdoB, PT e PR.

A urgência do projeto garante regime de tramitação que dispensa formalidades naturais para que a matéria seja apreciada de forma mais rápida. O presidente do Solidariedade, Paulinho da Força, articula agora que os líderes partidários aceitem votar o projeto no plenário na próxima semana. “É uma matéria que só trará benefícios para a sociedade”, adianta o deputado.

Na prática, o projeto transforma em lei o acordo realizado entre as centrais sindicais e o governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no ano de 2006, pelo qual o mínimo é reajustado anualmente utilizando a soma da inflação com o crescimento do país. Com o requerimento aprovado, os deputados trabalham agora para conseguir colocar o projeto em votação já na próxima semana.

“Essa vai ser a prova de fogo para a presidente Dilma Rousseff, que afirmou em cadeia nacional de rádio e televisão que irá realizar o aumento do mínimo”, afirmou Paulinho da Força.

Nenhum comentário:

Postar um comentário